QUEREMOS O FIM DA VIOLÊNCIA CONTRA AS MULHERES, DIZ DEPUTADO

QUEREMOS O FIM DA VIOLÊNCIA CONTRA AS MULHERES, DIZ DEPUTADO

O dia 25 de novembro é considerado o Dia Internacional pela Eliminação da Violência contra as Mulheres e o deputado estadual Cobra Repórter (PSD), vice-líder do Governo na Assembleia Legislativa do Paraná, aproveita para lembrar que o Paraná teve alta de 13% no número de mulheres assassinadas no primeiro semestre de 2020. Foram 118 homicídios dolosos de mulheres de janeiro a julho, 14 a mais do que os 104 registrados no mesmo período de 2019 de acordo com dados do Governo do Estado.

O deputado reforça que a divulgação dos canais de denúncia e das ações das redes de apoio às mulheres é de fundamental importância e alerta também o fato de que muitos casos nem chegam às estatísticas oficiais.

“As autoridades policiais afirmam que a violência continua acontecendo, só que as vítimas, muitas vezes, acabam sendo intimidadas a não denunciar. Precisamos mudar essa triste realidade. Sou autor de um projeto de lei para instituir, em caráter permanente, a Força-Tarefa de Defesa da Mulher de prevenção e combate aos crimes contra as mulheres integrada por representantes dos três Poderes do Estado e da sociedade civil”, lembrou o deputado. O projeto de lei 422/2020 tem a coautoria da deputada Cantora Mara Lima (PSC), presidente da Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher, na Assembleia Legislativa.

A delegada da Mulher em Londrina, Magda Hofstaetter, afirma que “infelizmente, continuamos a ver mulheres sendo vítimas de violência pelo simples fato de serem mulheres. É um problema complexo que impacta não apenas na mulher vítima, mas em seus familiares e em toda a sociedade. Por isso, a violência contra a mulher exige ações integradas em diversos níveis, áreas e instâncias. Os serviços precisam ser constantes e o combate à violência contra a mulher precisa ser prioridade”.

Foto: Dálie Felberg / Alep

Da Assembleia Legislativa do Paraná

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *