PROJETO QUE CRIA A BANCADA FEMININA AVANÇA E GANHA NOVOS APOIADORES

Foto: Dálie Felberg/Alep

O Projeto de Resolução 5/2022, que altera artigos do Regimento Interno da Assembleia Legislativa do Paraná e cria a Bancada Feminina no Legislativo paranaense, avançou nas últimas semanas e recebeu novos apoiadores. A proposição foi aprovada na Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher e tem a assinatura de 15 parlamentares. As informações são da Assembleia Legislativa do Paraná.

“A instalação da bancada feminina é uma forma de repararmos uma injustiça histórica com as deputadas mulheres. Avançamos muito, mas ainda somos minoria e precisamos de incentivos para termos participação em posições de liderança na Assembleia”, defende a deputada estadual Cristina Silvestri (PSDB), procuradora especial da mulher na Assembleia e idealizadora da proposta. A próxima etapa da tramitação do projeto é a votação em Plenário.

Se o projeto for aprovado, além dos votos conjuntos, as deputadas terão mais poder administrativo. Elas poderão, por exemplo, indicar membros para as Comissões da Casa e participar do Colégio de Líderes, órgão consultivo da Assembleia. A proposta também determina que as deputadas tenham participação da Mesa Diretora, hoje formada só por homens.

Conforme o projeto de resolução, a bancada feminina terá a participação de todas as deputadas da Casa, independentemente de partido político ou de participação em outras bancadas.

Além de Cristina Silvestri, a proposta é assinada pelas outras quatro parlamentares: Cantora Mara Lima (Republicanos), Mabel Canto (PSDB), Maria Victoria (PP) e Luciana Rafagnin (PT). A proposição também tem o apoio dos deputados Anibelli Neto (MDB), Arilson Chiorato (PT), Boca Aberta Junior (PROS), Douglas Fabrício (Cidadania), Goura (PDT), Luiz Claudio Romanelli (PSD), Michele Caputo (PSDB), Márcio Nunes (PSD), Nereu Moura (MDB) e Professor Lemos (PT). Todos eles são coautores do projeto.

Da Assembleia Legislativa do Paraná

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *