PREFEITURA DE PONTAL DO PARANÁ ALERTA TER CAÍDO EM GOLPE E PERDE R$ 500 MIL

Foto: Divulgação

A Prefeitura de Pontal do Paraná, no litoral paranaense, informou que caiu em um golpe e perdeu R$ 573.293.66 após receber um e-mail com dados fraudulentos de cobrança por serviços de coleta de lixo. As informações são da RPC e g1.

Segundo o município, a administração pagou os valores para uma empresa falsa após receber um e-mail com o nome da empresa correta, que presta o serviço de coleta no município, mas com dados de uma conta fraudulenta.

A empresa que presta o serviço em Pontal do Paraná é a HMS Transportes e Locação de Caçambas Ltda e os pagamentos ocorrem com intermédio da Stone Instituição de Pagamento S.A.

O secretário de Finanças e Orçamento disse que a prefeitura, no dia 9 de dezembro, recebeu um e-mail da empresa solicitando que os pagamentos passassem a ser em uma nova conta e indicando os dados fraudulentos como sendo corretos.

O e-mail foi enviado à Secretaria de Obras, que repassou à Secretaria de Meio Ambiente, que por vez encaminhou ao setor de Finanças para que mudassem o destino dos pagamentos a partir daquela data.

A Prefeitura informou que fez ao menos dois pagamentos na conta apontada e que, depois disso, a empresa real questionou o município, perguntando sobre os valores e dizendo que não haviam sido recebidos.

“A grande vítima dessa história foi a empresa. Depositamos em uma conta com o nome e o CNPJ da empresa. Os falsários abriram uma conta com o CNPJ certo da empresa. Tudo começou com um e-mail, de um endereço eletrônico com o nome da empresa. Criaram um e-mail parecido”, destacou o secretário.

O município informou que registrou um Boletim de Ocorrência (B.O.) sobre o caso na delegacia e acionou a Justiça para tratar do caso. Segundo a prefeitura, uma liminar judicial bloqueou valores da conta.

Apesar do problema, a prefeitura informou que não houve danos à prestação dos serviços de coleta e transporte dos resíduos na cidade e que aguarda um posicionamento da empresa de coleta para pagar os serviços.

A empresa que deveria ter recebido realmente os pagamentos informou que possui contrato com a prefeitura há cinco anos e que, no caso, faltou atenção na verificação do município ao e-mail recebido.

Da RPC e g1.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *