PARANÁ LIDERA TAXA DE TRANSMISSÃO E AINDA TEM ALTA OCUPAÇÃO DE UTIS

Foto: Geraldo Bubniak/AEN

O Paraná tem destoado nos últimos dias da maioria dos estados do País em pelo menos dois índices da Covid-19, o que deixa as autoridades de saúde em alerta. O Estado é um dos três estados em zona de alerta quanto à taxa de ocupação de leitos Covid, com 58% no que diz respeito às UTIs pelo SUS, e é, atualmente, o campeão de taxa de transmissão do coronavírus. As informações são de Josianne Ritz, do Bem Paraná.

De acordo com o Ministério da Saúde, o Paraná é um dos quatro estados que não estão com a taxa de ocupação de leitos para covid-19 inferior a 50% – índice considerado normal, segundo dados divulgados ontem. O índice se refere tanto a leitos clínicos quanto para UTI.

O Paraná, junto com Goiás e Rio Grande do Sul, está na chamada zona de alerta, com taxas de ocupação entre 51% e 69%. Piores estão o Rio de Janeiro, que está na faixa de emergência, com 70% a 80%, e Roraima, que está na zona grave, com ocupação entre 80% a 94%. Os Estados que registraram taxa de ocupação de leitos abaixo de 50% são: Acre, Pará, Amazonas, Rondônia, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Tocantins, Maranhão, Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Alagoas, Sergipe, Bahia, Minas Gerais, Espírito Santo, São Paulo e Santa Catarina.

Os dados foram consolidados pela Saúde, com base em informações das Secretarias Estaduais de Saúde. Na avaliação da pasta, a queda é um reflexo da vacinação no País. A imunização reduz as chances de infecção grave e de óbitos pela doença.

A taxa de transmissão da Covid-19 do Paraná está em 1,05, a maior do País, segundo o sistema Loft, Science, o que indica uma contaminação acelerada. Depois de chegar a 0,87 em 15 de agosto, a taxa vem crescendo. De acordo com o sistema, a menor taxa de transmissão no Estado em 2021 foi registrada em 11 de julho, 0,68, e a mais alta em 11 de março, 1,58. Segundo o levantamento, o segundo estado com maior índice de transmissão é o Rio de Janeiro, 1,02. Paraná e Rio de Janeiro, aliás, são os únicos estados com taxas acima de 1. A taxa paranaense também está acima da média nacional: 0,92.

O sistema Loft.Science calcula o Rt médio de todos os estados e do País a partir de um algoritmo desenvolvido pela empresa. Os números foram atualizados na sexta (27). O indicador tem como objetivo estimar o nível de contágio pelo vírus em um território durante a pandemia. A contaminação está acelerada se a taxa está acima de 1, estável se é igual a 1 ou em queda se está menor que 1 – o único caso em que a situação epidêmica demonstra melhora. Quanto menor o Rt, menores são as chances de contaminação pelo vírus.

Boletim atualizado
A Secretaria de Estado da Saúde divulgou neste domingo (29) mais 1.320 casos confirmados e 46 mortes em decorrência da infecção causada pelo novo coronavírus. Entre os óbitos, são 18 mulheres e 28 homens, com idades que variam de 25 a 97 anos. Os óbitos ocorreram de 03 de maio a 28 de agosto de 2021. Os dados acumulados do monitoramento da Covid-19 mostram que o Paraná soma 1.449.054 casos confirmados e 37.192 mortes pela doença.

O boletim relata que 1.097 pacientes com diagnóstico confirmado de Covid-19 estão internados. São 783 pacientes em leitos SUS (458 em UTI e 325 em enfermaria) e 314 em leitos da rede particular (149 em UTI e 165 em enfermaria). Há outros 1.428 pacientes internados, 696 em leitos UTI e 732 em enfermaria, que aguardam resultados de exames. Eles estão em leitos da rede pública e particular e são considerados casos suspeitos de infecção pelo Sars-CoV-2.

Fiscalização
Festas clandestinas ‘bombam’ no fim de semana na Grande Curitiba
Festas com aglomerações de pessoas foram localizadas pela Ação Integrada de Fiscalização Urbana (AIFU) durante a operação em Curitiba entre a noite de sábado (28/08) e a madrugada de de ontem. Cerca de 1.500 pessoas foram dispersadas em vários pontos da cidade. Seis estabelecimentos comerciais foram fechados e 18 autuações administrativas lavradas pelos agentes municipais que acompanharam a operação.

A fiscalização ocorreu nos bairros São Francisco, Rebouças, Boa Vista, Alto da XV, Alto Boqueirão, Xaxim, Guaíra, Água Verde, Lindóia, Santa Felicidade, Batel, Ganchinho e São Braz.

Na RMC
Em Piraquara
A Polícia Civil do Paraná (PCPR) dispersou uma aglomeração em uma festa clandestina, no município de Piraquara, região Metropolitana de Curitiba, na madrugada deste domingo (27). Mais de 100 pessoas estavam no local. A ação fez parte da fiscalização da Polícia Civil referente ao decreto estadual nº 4.886/2021, que estabelece medidas restritivas por conta da pandemia.

Em Araucária
Em Araucária, a Guarda Municipal, a Polícia Militar e Conselho Tutelar realizaram operações em Bares, Restaurantes e Casas Noturnas. A ação conjunta resultou na abordagem de 300 pessoas em 9 estabelecimentos.
De acordo com as informações da Guarda Municipal de Araucária, a ação tinha como objetivo fiscalizar as medidas contra a pandemia, como aglomerações e medidas sanitárias, o uso de drogas ilicítias e outros crimes. A operação contou um efetivo de 34 pessoas, entre GMs, PMs e conselheiros.

Do Bem Paraná

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *