OITO EM CADA DEZ CURITIBANOS JÁ COMPLETARAM O CICLO VACINAL CONTRA A COVID-19

Foto: Daniel Castellano/SMCS

A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) de Curitiba vacinou, até esta segunda-feira (21/03), 1.703.475 pessoas com a primeira dose ou a dose única (Janssen) da vacina anticovid, o que corresponde a 87,4% de toda a população da cidade. Em relação à população completamente imunizada (com duas doses ou dose única), a cobertura chega a 80%. as informações são da SMCS.

Ao todo, Curitiba já aplicou 4.151.092 unidades do imunizante, sendo 1.664.665 primeiras doses e 1.519.700 segundas doses; 38.810 doses únicas; 927.917 doses de reforço (terceira e quarta doses).

Primeira dose

Entre as crianças de 5 a 11 anos, 108.842 curitibinhas já receberam a primeira dose do imunizante. No grupo de adolescentes (12 a 18 anos), foram aplicadas 126.931 primeiras doses da vacina. E na população com 18 anos ou mais, Curitiba já aplicou 1.428.892 primeiras doses.

Segunda dose

Do total de segundas doses aplicadas, 30.262 foram em crianças de 5 a 11 anos, enquanto 105.633 adolescentes (12 a 17 anos) completaram o esquema vacinal até segunda-feira. Entre os adultos (18 anos ou mais), foram aplicadas 1.383.805 segundas doses do imunizante anticovid no município.

Doses de reforço

Curitiba também está aplicando as doses de reforço para quem já completou o ciclo de imunização. Até esta segunda, 919.892 pessoas com 12 anos ou mais receberam a dose de reforço (terceira dose) e 8.025 receberam a segunda dose de reforço (quarta dose, para pessoas imunossuprimidas com 12 anos ou mais).

Doses recebidas

Até o momento, Curitiba recebeu do Ministério da Saúde, repassadas pelo Governo do Paraná, 4.493.923 doses de vacinas, sendo 1.796.316 para primeira dose, 1.649.477 para segunda dose, 38.975 doses de aplicação única e 1.009.155 doses de reforço. Nesse montante já estão contabilizados os 5% de reserva técnica.

A reserva técnica é uma medida de segurança, faz parte dos protocolos da logística e é necessária para evitar problemas no fluxo de imunização que possam ser causados por imprevistos eventuais, como a quebra acidental de frascos.

Da SMCS.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *