JUSTIÇA DETERMINA PRAZO PARA EMPRESA DO FERRY-BOAT FAZER “INTERVENÇÕES NECESSÁRIAS”

Foto: DER-Paraná

A Justiça determinou nesta quinta-feira (03/02) que a empresa BR Travessia, que é a concessionária do serviço de ferry-boats entre Guaratuba e Matinhos, no Litoral do Paraná, “realize imediatamente as intervenções necessárias para manter a segurança de toda a operação” no prazo de 20 dias, sob pena de multa diária de R$ 50 mil. As informações são do Contraponto com G1.

A decisão judicial é uma resposta à ação ajuizada pelo Departamento de Estrada e Rodagem do Paraná (DER-PR) em conjunto com a Prefeitura de Guaratuba.. Os órgãos acionaram a Justiça na última terça-feira (1º) após avaliarem que “as tratativas administrativas referente às intervenções nas respectivas estruturas foram esgotadas e não tiveram êxito”.

À deriva

Na manhã desta quinta-feira (03/02), por volta das 7h30, uma balsa que faz a travessia da Baía de Guaratuba ficou à derivada logo após zarpar e foi socorrida por outra embarcação da empresa.

Do Contraponto com G1.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *