GRECA E DORIA CONFIRMAM COMPRA DE VACINA CORONAVAC PARA CURITIBA

GRECA E DORIA CONFIRMAM COMPRA DE VACINA CORONAVAC PARA CURITIBA

O governador do estado de São Paulo, João Doria (PSDB), publicou um vídeo por volta das 22h de quarta-feira (16/12), em uma rede social, em que formaliza o acordo para a aquisição de doses da vacina CoronaVac com o prefeito de Curitiba, Rafael Greca (DEM).

Greca já tinha sinalizado no início de dezembro que estava em diálogo com João Doria para aquisição de doses da CoronaVac. Apesar da formalização do acordo, os dois não comentaram sobre valores ou sobre quantidade de doses.

Segundo o prefeito, Curitiba tem R$ 20 milhões reservados para a compra de imunizantes. Os recursos podem ser usados para a compra de qualquer vacina que for aprovada no Brasil, segundo ele.

Produzida pelo laboratório chinês Sinovac em parceria com o Instituto Butantan, a vacina ainda está na terceira fase de teste, em que a eficácia precisa ser comprovada antes de ser liberada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Os dois conversaram por vídeo, através de celulares.

“Greca, muito obrigado. Você um dos primeiros a fazer a aquisição para a vacina do Butantan para vacinar os profissionais de saúde de Curitiba. Os nossos heróis de todo o Brasil, que estão salvando vidas e protegendo as pessoas e salvando milhares de vidas em todo o país”, disse Dória.

Greca agradeceu a formalização do acordo.

“Eu agradeço ao Instituto Butantan a formalização do nosso acordo e desejo que o grande esforço de São Paulo, que se desdobre também na Fiocruz, no Rio de Janeiro, e em todos os laboratórios que sejam eficazes e capazes de fornecer à imensa população brasileira a possibilidade da imunização”, afirmou o prefeito de Curitiba.

No Paraná, segundo o governador Ratinho Junior (PSD), a expectativa é que a vacinação comece em março.

No Brasil, o governo federal apresentou o Plano Nacional de Imunização (PNI) contra a Covid-19 na quarta-feira (16/12). O plano não estipula uma data para o início da imunização. Segundo o Ministério da Saúde, a data só será definida após a Anvisa aprovar o registro das vacinas.

Covid-19 em Curitiba
De acordo com o boletim mais recente da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), Curitiba tem 61.934 casos confirmados de coronavírus e 1.828 mortes pela doença.

Nesta quarta, o Paraná registrou recorde com 199 novas mortes por coronavírus, e o total de óbitos no estado subiu para 7.057, ainda segunda a Sesa.

Foto: Reprodução / RPC

Do G1 Paraná

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *