GOVERNADOR RATINHO JUNIOR LANÇA A LICITAÇÃO DO VIADUTO DA PUC EM LONDRINA

Foto: Vivian Honorato/Prefeitura de Londrina

Na manhã desta sexta-feira (04/02), o governador do Estado do Paraná, Carlos Massa Ratinho Junior, esteve no município de Londrina, onde anunciou a autorização da licitação para a construção do viaduto na Avenida Tiradentes, conhecido como viaduto da PUC. O anúncio foi feito em solenidade realizada na sede do Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná (IDR), antigo IAPAR, com a presença de diversas autoridades. As informações são de Dayane Albuquerque e Renan Oliveira da Prefeitura de Londrina.

Esta é uma obra viária muito aguardada e de grande importância para a cidade, uma vez que ajudará a melhorar a mobilidade urbana, trazendo mais segurança e fluidez ao trânsito, em uma das regiões de tráfego mais movimentado do município.

O governador Ratinho Junior lembrou que o viaduto da PUC é um desejo da população de Londrina de muito tempo e uma obra importante, que vai melhorar a logística da cidade, a parte urbanística e do trânsito. “Esta obra era um compromisso que nós  tínhamos, a Prefeitura de Londrina fez o projeto básico e entregou para o nosso governo e hoje estamos autorizando a licitação para a contratar a empresa que vai fazer o projeto executivo e a obra, em conjunto, como foi feito na obra da Bratislava. É um investimento que passa de R$ 30 milhões, que se soma a outros projetos que estamos fazendo em Londrina e região”, apontou.

O prefeito Marcelo Belinati ressaltou que a obra do viaduto da PUC é sonhada por Londrina há muitos anos. “Mutias pessoas perderam suas vida em acidentes, naquela região, pois é um local de muito movimento. É uma obra física e estrutural muito grande, que vai beneficiar toda a população de Londrina”, afirmou.

A licitação será no modelo RDCI, no qual a empresa contratada elabora o projeto executivo a partir do projeto básico fornecido na licitação. O projeto para a construção do viaduto foi feito pela Prefeitura de Londrina e a obra vem sendo reivindicada pelo município há anos.

Imagem: projeto

O viaduto será construído no trecho que passa pela área da Pontifícia Universidade Católica (PUC), na região oeste de Londrina. Além de ser via de acesso a Londrina, essa parte da BR-369 é muito utilizada diariamente por milhares de estudantes, funcionários da universidade e moradores das regiões próximas, onde existem diversos condomínios residenciais. A marginal da rodovia também é utilizada em grande escala por milhares de veículos pesados que acessam às áreas industriais.

A obra totalizará cerca de 1 km de extensão  e compreende a construção de uma passagem elevada com rampas de acesso e estrutura de viaduto semelhante ao construído e entregue pela Prefeitura na avenida Dez de Dezembro.

Por baixo do novo viaduto, será criada uma estrutura com duas rotatórias interligadas, formando um traçado em formato de número oito, como ocorreu na obra do “Oitão”, entregue pela Prefeitura de Londrina. Assim, uma nova rotatória, a partir da avenida Jockey Club, levará até a rotatória já existente do outro lado, próximo à rua das Indústrias. Estas rotatórias permitirão os movimentos de ligação com as seguintes vias: Avenida Jockei Clube, Rua das Indústrias, Rua Geraldo Rodrigues e Avenida Cruzeiro do Sul.

As intervenções darão possibilidade de fluxo contínuo pela BR-369, além de criar conexões entre as áreas de bairro nos dois lados da rodovia. Serão permitidos todos os movimentos, seja no trajeto direto pelo viaduto, ou pelos contornos utilizando a área inferior.

A obra vai abranger 1.230 m³ em execução de concreto armado para construção do viaduto, 2.250 metros de tubulações para a rede de drenagem e 40 mil m² de pavimentação em geral. Além disso, serão implantadas 54 luminárias nas rampas e mais oito superpostes na área do viaduto, tudo com sistema LED. O prazo total de execução será de 15 meses.

A empresa vencedora do edital, que deve ser publicado na segunda-feira (7) no Diário Oficial do Estado, terá um prazo de três meses para a elaboração do projeto executivo e mais 12 meses para executar a obra. A licitação será no Regime Diferenciado de Contratação (RDCi), modalidade em que a mesma empresa é responsável por essas duas etapas. A disputa de preços está prevista para março.

“Este compromisso foi assumido pelo governo já no início da gestão. Faremos esta obra na mesma modalidade em que estamos tocando o Viaduto da Bratislava, no formato RDCi, que garante que o projeto é bem feito e obra muito bem executada”, ressaltou o secretário estadual da Infraestrutura e Logística, Sandro Alex.

PRESENÇAS – Acompanharam a solenidade o secretário estadual da Saúde, Beto Preto; o diretor-geral do DER/PR, Fernando Furiatti; a diretora do câmpus de Londrina da PUCPR, Nádina Moreno; os presidentes da Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Estado do Paraná (Faciap), Fernando de Moraes; da Câmara Municipal de Londrina, Jaime Tamura; e da Associação dos Municípios do Norte do Paraná (Amunop) e prefeito de Cornélio Procópio, Amin Hannouche; o deputado federal Diego Garcia; os deputados estaduais Tercílio Turini, Alexandre Curi, Tiago Amaral, Luiz Claudio Romanelli, Cobra Repórter e Pedro Paulo Bazana; e prefeitos da região.

Da Prefeitura de Londrina.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *