FRENTE DE PREFEITOS PEDE QUE PRESIDENTE DO STF SE MANIFESTE SOBRE LIBERAÇÃO DE CULTOS

FRENTE DE PREFEITOS PEDE QUE PRESIDENTE DO STF SE MANIFESTE SOBRE LIBERAÇÃO DE CULTOS

O presidente da Frente Nacional de Prefeitos, Jonas Donizette, pediu que o presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Luiz Fux, se manifeste sobre a decisão que liberou a realização de cultos e missas presenciais em todo o país. A decisão liminar foi proferida pelo ministro Kassio Nunes Marques neste sábado (03/04). As informações são do Bem Paraná com UOL.

Donizette afirmou que Fux precisa dar uma orientação aos prefeitos sobre qual norma deve ser seguida: “A decisão do plenário [do STF], que determinou que os municípios têm prerrogativa de estabelecer critérios de abertura e fechamento das atividades em seus territórios, ou essa liminar?”.

Depois da publicação da decisão, o prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PSD), afirmou que os cultos e missas permaneceriam suspensos na capital mineira, acompanhando a decisão do plenário do STF que deu autonomia aos prefeitos. Após pedido do advogado-geral da União, André Mendonça, o ministro Kassio Nunes Marques intimou Kalil a seguir a liminar.

Com a liminar, o Santuário Nacional de Aparecida (SP) decidiu abrir ao público neste domingo (04/04) de Páscoa. Pela decisão do arcebispo de Aparecida, dom Orlando Brandes, as três missas do domingo de Páscoa poderão ter a presença de fiéis. A basílica de Aparecida tem capacidade para 35 mil pessoas, mas poderá receber, no máximo, mil fiéis em cada uma das celebrações.

A decisão de Nunes Marques vem no momento em que o país vive o pior momento da pandemia até agora. O mês de março teve recorde de mortes: foram registradas 66.868 mortes por covid-19, mais do que o dobro de junho de 2020, antigo pico da pandemia, com 32.912 óbitos.

Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

Do Bem Paraná com UOL.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *