DEMANDA POR UTI VOLTA A CRESCER NA GRANDE CURITIBA E TAXA DE OCUPAÇÃO CHEGA A 77%

Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil

A recente alta no número de casos novos de Covid-19 em Curitiba e municípios do entorno já começa a refletir na demanda por leitos em hospitais e Unidades de Pronto Atendimento (UPA) destinados para receber pacientes com quadros suspeitos ou confirmados de Covid-19. Prova disso é que até segunda-feira (16/08) quase 77% dos leitos em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) estavam ocupados na Grande Curitiba, registrando-se o maior número de pessoas demandando cuidados intensivos em quase um mês. As informações são de Rodolfo Luis Kowalski, do Bem Paraná.

Conforme informações da Secretaria da Saúde do Paraná (Sesa-PR), existem atualmente 714 leitos em UTI no SUS exclusivos para pacientes com casos suspeitos ou confirmados de Covid-19. Desses, 547 estão atualmente ocupados, o que dá uma taxa de ocupação de 76,61%. Trata-se, ainda, do maior número de pacientes necessitando de cuidados intensivos desde 20 de julho, quando haviam 564 moradores da RMC internados nesse tipo de leito.

Analisando-se ainda as informações por estabelecimento de saúde, verifica-se que a taxa de ocupação em cinco deles já estava, na segunda-feira (16/08), superior a 90%. São eles: Hospital da Cruz Vermelha (100%), Hospital de Clínicas (100%) e Hospital de Reabilitação (93%), em Curitiba; Hospital do Rocio (94%), em Campo Largo; e Hospital São Sebastião da Lapa (100%), na Lapa.

Ao todo, 11 hospitais da RMC possuem leitos UTI exclusivos para pacientes possivelmente contaminados pelo novo coronavírus. Além disso, algumas UPAs também seguem atendendo esse tipo de caso na capital paranaense.

Em dois dias, mais 33 mortes foram registradas na Capital
A Secretaria Municipal da Saúde de Curitiba divulgou nesta segunda-feira (16/08) os boletins da Covid-19 referentes ao último domingo e segunda. E os dados mostram que, nesses dois dias, foram confirmados e divulgados os óbitos de 33 moradores da capital paranaense por conta da doença pandêmica – as vítimas foram 18 homens e 15 mulheres, com idades entre 32 e 94 anos. 18 pessoas tinham menos de 60 anos.

Até o momento, foram contabilizadas 6.918 mortes na cidade provocadas pela doença neste período de pandemia.

Com relação aos casos novos, o número de diagnósticos divulgados nos dois últimos dias chegou a 1.342. Ao todo, 268.915 moradores da capital paranaense testaram positivo para a Covid-19 desde o início da pandemia.

Paraná
Já a Secretaria da Saúde do Paraná divulgou na segunda-feira (16/08) mais 1.598 casos e 51 mortes em decorrência da infecção causada pelo novo coronavírus. Os dados acumulados do monitoramento da Covid-19 mostram ainda que o Paraná soma 1.411.479 casos confirmados e 36.332 mortos em decorrência da doença pandêmica.

Entre os óbitos, 24 das vítimas são mulheres e 27, homens, com idades que variam de 29 a 92 anos. Os óbitos ocorreram entre 3 e 16 de agosto – ou seja, os registros são referentes aos meses ou semanas anteriores e não representam a notificação das últimas 24 horas.

Brasil
O total de pessoas que pegaram Covid-19 desde o início da pandemia no País chegou nesta segunda-feira (16/08) a 20.378.570. O boletim também registrou 14.471 novos casos.

O total de pessoas que perderam a vida para a covid-19 alcançou 569.492. Entre domingo e segunda-feira, as autoridades de saúde confirmaram 434 novas mortes por covid-19.

As informações estão no balanço diário do Ministério da Saúde, divulgado na noite de segunda-feira (16/08),

SAIBA
No Paraná, 1.951 pessoas estão internadas

No Paraná inteiro, o número de pacientes atualmente internados por conta do novo coronavírus é de 1.951. Desse total, 1.113 estão em UTIs (maior número desde 29 de julho), cuja taxa de ocupação está em 61,09%; e 838 estão em enfermarias, que apresentam taxa de ocupação de 39,53%.

Com relação às enfermarias, a taxa de ocupação chegou a superar 60% no domingo, mas na segunda já voltou a apresentar queda e estava em 53,59%, com 396 pacientes ocupando os 739 leitos clínicos disponíveis. No final de julho, entretanto, chegou-se a ter menos de 330 pacientes internados em enfermarias.

Dessa forma, temos que até segunda-feira (16/08) haviam 943 pacientes internados na RMC (rede pública de saúde) com quadros suspeitos ou confirmados de Covid-19. É um número inferior ao verificado no dia anterior (986), mas chegou-se a ter 826 pacientes internados no dia 31 de julho.

Desde o final do mês passado, portanto, o número de pacientes internados na Grande Curitiba cresceu 14,16%.

Casos ativos voltam a subir e passam de sete mil
O boletim da Secretaria Municipal de Saúde de Curitiba desta segunda-feira (16/08)trouxe ainda 7.121 casos ativos de Covid-19 na cidade, correspondente ao número de pessoas com potencial de transmissão do vírus. É o maior número desde 20 de julho, quando haviam 7.140 casos ativos no município.

Quando voltou para a bandeira amarela, um dos indicadores analisados foi a dos casos ativos, que vinham em declínio, chegando a ficar abaixo dos 6 mil no dia 7 de agosto. Mas, de lá para cá, os casos voltaram a subir gradativamente.

No dia 9 de agosto foram para 6.077. Na quinta-feira passada foram para 6.476 e no dia seguinte para 6.586. No sábado subiu para 6.555 e no domingo para 6.095. Na segunda-feira, bateu nos 7.121.

Vacinação — O governador Carlos Massa Ratinho Junior atenderá a imprensa nesta terça-feira (17/08), no Centro de Medicamentos do Paraná (Cemepar) para falar sobre o avanço da campanha de vacinação contra a Covid-19 no Estado. O secretário estadual da Saúde, Beto Preto, acompanha a entrevista.

Nesta segunda-feira (16/08), a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) iniciou a distribuição de mais 283.700 vacinas contra a Covid-19 para as 22 Regionais de Saúde do Paraná.

Vacinados — O Paraná chegou nesta segunda-feira (16/08) à marca de 9.199.528 doses de vacinas aplicadas. Foram 6.524.319 pessoas vacinadas com a primeira dose e 2.366.324 com a segunda dose, além de 308.885 com a vacina de dose única da Janssen.

Já a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) de Curitiba imunizou, até sábado, 1.207.957 pessoas com a primeira dose da vacina anticovid ou com o imunizante de dose única (Janssen).

Do Bem Paraná

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *