DECRETO AUTORIZA RETORNO PRESENCIAL DAS AULAS NO PARANÁ

DECRETO AUTORIZA RETORNO PRESENCIAL DAS AULAS NO PARANÁ

O Governo do Paraná publicou um decreto permitindo o retorno presencial das aulas em escolas estaduais públicas e privadas, além das universidades públicas do estado. A medida foi publicada no Diário Oficial de quarta-feira (20/01). As informações são do G1 e RPC.

As aulas presenciais foram suspensas no dia 20 de março de 2020, por tempo indeterminado, por causa da pandemia do novo coronavírus.

De acordo com o decreto, a medida também vale para entidades conveniadas ao estado.

A publicação determina ainda que a retomada deve seguir uma resolução da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) que determinou medidas sanitárias para enfrentamento da pandemia de Covid-19. (Veja mais abaixo)

Apesar do retorno estar permitido, a Secretaria de Estado da Educação (Seed) informou que a volta às aulas continua programada para o dia 18 de fevereiro, seguindo o modelo híbrido, na rede estadual.

A Seed afirmou ainda que o retorno na rede pública está condicionado à evolução da pandemia do novo coronavírus.

Modelo híbrido
O retorno das aulas presenciais, no modelo híbrido, deve funcionar com revezamento entre os alunos.

Pela proposta, um grupo de estudantes acompanha a aula presencialmente, na escola, e os outros alunos da turma participam da mesma aula, simultaneamente, de maneira remota.

As turmas serão divididas, conforme a capacidade de cada sala em receber alunos, obedecendo ao distanciamento entre eles.

Ainda segundo a secretaria, os estudantes que não têm a tecnologia necessária para acompanhar as aulas em casa terão preferência em ir à escola.

Os colégios deverão seguir cuidados de higiene, com disponibilidade de álcool gel, obrigatoriedade do uso de máscaras e distanciamento.

Em dezembro, durante o anúncio do modelo, o secretário Renato Feder afirmou que a participação dos alunos no sistema híbrido não será obrigatória.

Resolução da Sesa
Pelo decreto, as escolas e universidades terão que seguir uma resolução publicada pela Sesa em maio de 2020, com medidas para enfrentamento da pandemia.

Entre as recomendações da secretaria estão:

  • Distanciamento de dois metros, com implantação de mecanismos que evitem aglomerações;
  • Uso obrigatório de máscara;
  • Proibição de uso de bebedouros que exigem aproximação da boca;
  • Disposição de móveis, como carteiras, deve ser alterada para manter o distanciamento;
  • Utilização de álcool em gel;
  • Espaços de uso público devem ficar arejados;
  • Ambientes devem passar por limpeza e desinfecção constantemente.

Foto: Rodrigo Felix Leal / AEN

Do G1 e RPC Curitiba

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *