CAMPANHA DE VACINAÇÃO CONTRA GRIPE INICIA NO PARANÁ

CAMPANHA DE VACINAÇÃO CONTRA GRIPE INICIA NO PARANÁ

No ponta pé inicial da campanha de vacinação contra a gripe, o secretário estadual Beto Preto reforçou a importância de manter todas as imunizações em dia, em especial em tempos de pandemia. Em São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba, ele afirmou nesta segunda-feira (12/04) que a vacina da gripe ajuda as equipes de saúde a fazer o devido diagnóstico respiratório, ainda mais se necessárias medidas de combate à Covid-19. As informações são de Felipe Ribeiro, da Banda B.

“Elas ajudam no diagnóstico diferencial em momentos de pandemia, então, qualquer tipo de virose respiratória que a gente consiga proteger a população é fundamental. Nós estamos com a transmissão comunitária do coronavírus, em todo lugar tem. Então, pelo fato de termos uma vacina contra a gripe pronta, que tem resolutividade e eficiência, temos que fazer rodar. Quando você tem um paciente imunizado contra a gripe, o coronavírus fica mais claro e fácil no momento de tomar as primeiras medidas, especialmente com os pacientes que precisam ficar internados”, disse Beto Preto.

A meta da Secretaria de Estado de Saúde é vacinar pelo menos 90% da população-alvo, estimada em 4,4 milhões de pessoas.

População-alvo
Em 2021, a vacinação está sendo feita de forma escalonada. Os grupos prioritários serão distribuídos em três etapas. Na primeira, de 12 de abril a 10 de maio, serão imunizadas crianças de 6 meses a menores de 6 anos de idade (5 anos, 11 meses e 29 dias), gestantes, puérperas, povos indígenas e trabalhadores da saúde.

Na segunda fase, de 11 de maio a 8 de junho, a vacinação abrangerá idosos com 60 anos e mais, professores das escolas públicas e privadas.

Na terceira etapa, de 9 de junho e 9 de julho, estão pessoas com comorbidades, pessoas com deficiência permanente, caminhoneiros, trabalhadores de transporte coletivo rodoviário de passageiros urbano e de longo curso, trabalhadores portuários, forças de segurança e salvamento, forças armadas, funcionários do sistema de privação de liberdade, população privada de liberdade e adolescentes e jovens em medidas socioeducativas.

Foto: Sesa

Da Banda B

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *