BARROS DIZ QUE BOLSONARO FARÁ MAIS PRIVATIZAÇÕES E FALA EM “PAÍS MAIS LEVE”

BARROS DIZ QUE BOLSONARO FARÁ MAIS PRIVATIZAÇÕES E FALA EM “PAÍS MAIS LEVE”
Foto: Gustavo Lima / Câmara dos Deputados

Líder do governo na Câmara, o deputado federal Ricardo Barros (PP-PR) defendeu a aprovação da MP (Medida Provisória) de privatização da Eletrobras, holding gigante do setor elétrico brasileiro e maior empresa de energia da América Latina. Barros afirmou ainda que, com apoio do Congresso, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) fará mais privatizações —o que, na avaliação dele, levará o Brasil a ser um “país mais leve”. As informações são do UOL.

“O presidente foi eleito com uma pauta liberal, e agora vai implementar, com apoio da Câmara e do Senado, a sua agenda liberal. Foi a Eletrobras, vão os Correios e outras privatizações virão. Podem ter certeza. Esse é o caminho: um país mais leve, um governo mais barato para a população, mais ágil, permitindo mais investimentos e mais oferta de serviços”, afirmou o deputado durante o UOL Entrevista, conduzido pelo jornalista Diego Sarza e pelos colunistas Tales Faria e Chico Alves.

A Câmara dos Deputados aprovou a MP de privatização da Eletrobras na noite desta segunda-feira (21/06), a um dia do fim do prazo. Pela MP, a privatização se dará por meio de um processo conhecido como capitalização, quando são emitidas ações que não podem ser compradas pela União e nem pelos bancos públicos. Na prática, portanto, a participação da União diminui. O texto aprovado pela Câmara segue para sanção de Bolsonaro. Na entrevista, Barros fez críticas ao ex-presidente da Câmara, Rodrigo Maia (sem partido-RJ) —que, segundo ele, teria segurado a votação da MP.

“É uma importante conquista para o Brasil, na medida em que isso já vinha sido discutido há mais de 20 anos e agora se realiza, já neste governo Bolsonaro, [após] dois anos parado na mão do ex-presidente Maia, que não quis colocar a voto. Sob o presidente Arthur Lira, conseguimos aprovar a matéria”, afirmou.

Do UOL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *