ALVARO DIAS DIZ QUE NOVA PROPOSTA ELEITORAL É GOLPE EM SERGIO MORO

Foto: Pedro França/Agência Senado

O jornalista Robson Bonin, do Radar da Veja, disse em sua coluna que o líder do Podemos no Senado, o senador Alvaro Dias, criticou nesta quarta-feira a inclusão de um artigo que prevê quarentena de cinco anos para candidaturas à eleição de juízes e promotores, dentro do projeto de reforma eleitoral em debate na Câmara dos Deputados.

Dias negocia a ida do ex-juiz Sergio Moro para seu partido, para que possa ser candidato na disputa da presidência da República nas eleições de 2022. Moro não poderá concorrer caso a proposta seja aprovada.

O senador afirmou que o Podemos lutará pela não aprovação da proposta “casuística” e que “tenta eliminar sorrateiramente adversários eleitorais na disputa”. 

Além de juízes e promotores, o texto também prevê a exigência de uma quarentena de cinco anos para que militares e policiais.

Com informações da Veja.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *