TAXA DE DESEMPREGO NO PARANÁ É DE 9,6% E ATINGE A 564 MIL TRABALHADORES

TAXA DE DESEMPREGO NO PARANÁ É DE 9,6% E ATINGE A 564 MIL TRABALHADORES

No Paraná a taxa de desemprego ficou em 9,6% no segundo trimestre do ano (abril, maio e junho). O índice representa um avanço de 1,6% frente a taxa de 7,9% dos primeiros três meses do ano e significam que 564 mil trabalhadores paranaenses estavam desempregados, frente aos 477 mil do primeiro trimestre do ano, segundo a estimativa da Pesquisa por Amostra Domiciliar (PNAD), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Sem esperança
A pesquisa revelou ainda que 133 mil trabalhadores paranaenses estão desalentados, ou seja, deixaram de procurar um emprego por falta de esperanças em conseguir um trabalho. No primeiro trimestre ao ano, o número era de 101 mil pessoas com mais de 14 anos.

Empregados
No Paraná, o contingente populacional considerado apto ao trabalho, ou seja, acima e 14 anos, soma 9,542 mil. Do total de 3,567 mil empregados (mercado formal, informal, privado e público), apenas 2,114 mil têm carteira de trabalho assinada, ante aos 2,349 mil dos primeiros três meses do ano.

O recuo do número de trabalhadores na iniciativa privada com carteira assinada foi de 10% no segundo trimestre do ano, frente ao primeiro trimestre deste ano.

O número de trabalhadores doméstico encolheu 8,6% no período, passou de 317 mil para 290 mil. O recuo foi ainda maior entre aqueles que trabalhavam com carteira assinada (-14,5%), passando de 95 mil para 81 mil, nos meses de abril, maio e junho.

Segmentos
Indústria, construção, comércio, reparação de veículos automotores e motocicletas, transporte, armazenamento, correio e alojamento e alimentação foram os setores que mais desempregaram.  Sendo que o grupo alimentação e alojamento lidera com retração de 15,2%.

Foto: José Fernando Ogura/ANPr

Do Bem Paraná

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *