‘ROCK LEVA AO ABORTO E AO SATANISMO’, DIZ NOVO PRESIDENTE DA FUNARTE

‘ROCK LEVA AO ABORTO E AO SATANISMO’, DIZ NOVO PRESIDENTE DA FUNARTE

É de Londrina o novo Presidente da Funarte, o maestro Dante Mantovani, nomeado nessa segunda-feira (02/12) pela Secretaria Especial de Cultura.

Dado a defender teorias da conspiração, em seu canal de Youtube, o maestro disse, em um vídeo postado em 30 de outubro, que “o rock ativa a droga que ativa o sexo que ativa a indústria do aborto”.

Doutor em música pela Universidade de Londrina, Montovani afirma também que: nomes como Elvis Presley surgem como parte de um experimento soviético para “destruir a juventude”; sobre o Festival de Woodstock, relata que “há indícios de uma distribuição em larga escala de drogas feita pela CIA – pelos infiltrados soviéticos”; e que os Beatles “colocaram em prática as ideias da Escola de Frankfurt” para destruir a cultura ocidental, entre outras teses, que nem são novidade, apenas são repetidas mundo afora por defensores de ideias conspiratórias – Olavo de Carvalho, por exemplo, já disse que Theodor Adorno “compôs canções dos Beatles”.

Mais nomeações controversas – no mesmo dia, também foi nomeado o novo presidente da Biblioteca Nacional, Rafael Alves da Silva, que é monarquista e defendeu a agressão do jornalista Augusto Nunes a Grenn Greenwald durante o programa de rádio Pânico, da Jovem Pan.

Nessa esteira de nomeações, vale lembrar que na semana passada, a Fundação Palmares recebeu como novo presidente o jornalista Sérgio Nascimento de Camargo, que afirmou que a escravidão foi “benéfica para os descendentes”. Esta e outras declarações geraram uma série de protestos, inclusive do próprio irmão do nomeado.

Foto: reprodução Youtube

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *