QUEDA NA CIRCULAÇÃO DE CARROS DEVE AUMENTAR PERÍODO COM DESCONTO NOS PEDÁGIOS

QUEDA NA CIRCULAÇÃO DE CARROS DEVE AUMENTAR PERÍODO COM DESCONTO NOS PEDÁGIOS

A queda na circulação de carros nas rodovias do estado deve aumentar o período previsto com redução nas tarifas de pedágio das concessionárias Ecovia, Ecocataratas e CCR Rodonorte, no Paraná.

As empresas aplicaram reduções de 30% nas tarifas após acordos de leniência com a Operação Lava Jato. Ao todo, os acordos previam que fossem aplicados descontos de R$ 220 milhões na cobrança de pedágio pela Ecorodovias e R$ 350 milhões pela Rodonorte.

Os acordos, assinados em 2019, previam que o valor em descontos fosse atingido no fim de setembro. No entanto, a queda na circulação de carros nas rodovias fez com que o valor ainda não tenha sido alcançado, e o período de redução seja maior do que o previsto.

Os acordos preveem que a redução no pedágio deve durar “o tempo necessário” para pagamento do valor acordado. Por causa disso, não há uma data para vigência da redução.

A Ecorodovias informou que registrou uma queda de 37% na circulação de carros de passeio durante a pandemia nas rodovias que administra.

A empresa afirmou que foram repassados em redução tarifária R$ 183 milhões desde que o acordo entrou em vigor até o final de agosto, o que representa 83% do valor total acordado.

A CCR Rodonorte, responsável por 487 quilômetros de rodovias no Paraná, com trechos das BRs 277, 376, 373, da PRC 373 e um trecho da PR-151, informou que de abril de 2019, quando o desconto foi aplicado, ao final de junho, o valor equivalente a reduções foi de R$ 287 milhões, o que representa 82% do valor total do acordo.

Investigações
Os acordos foram firmados após investigações apontarem irregularidades nos contratos de concessão de rodovias no Paraná.

As empresas admitiram os crimes e se comprometeram a pagar multas, executar obras e aplicar descontos aos usuários.

No acordo feito com a Rodonorte, além dos R$ 350 milhões em descontos nas tarifas, a empresa se comprometeu a pagar R$ 35 milhões em multas e R$ 365 milhões em obras.

O acordo com a Ecorodovias, a empresa se comprometeu a realizar R$ 150 milhões em obras, a aplicar R$ 220 milhões em reduções de tarifas e a pagar mais R$ 30 milhões em multas

Foto: Agência Estadual de Notícias

Da RPC Curitiba

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *