PROJETOS DA PREFEITURA DE LONDRINA RECEBEM O PRÊMIO GESTOR PÚBLICO PARANÁ

Foto: Emerson Dias / NCom

Na manhã desta sexta-feira (09/05), foi realizada solenidade de entrega do Prêmio Gestor Público Paraná (PGP-PR) – Edição 2021, na sede da Prefeitura de Londrina. Dois projetos desenvolvidos pela Secretaria Municipal de Assistência Social (SMAS) foram contemplados, Educador Par e o Cartão Londrina Cuidando das Pessoas. O prêmio foi recebido pelo prefeito Marcelo Belinati e pela secretária da pasta, Jacqueline Marçal Micali. As informações são da Prefeitura de Londrina.

O PGP-PR é uma iniciativa do Sindicato dos Auditores Fiscais da Receita do Estado do Paraná (Sindafep) e objetiva incentivar e premiar boas práticas da gestão pública municipal.

O projeto Educador Par consiste em um trabalhador social que, em estágio avançado de superação da situação de rua, utiliza sua experiência e trajetória no atendimento às pessoas que ainda se encontram nas ruas e nos abrigos. A atuação ocorre nas unidades de Serviços de Acolhimento Institucional, no Serviço de Abordagem Social, no Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) e no Serviço Especializado para Pessoas em Situação de Rua (Centro POP).

Até o momento já passaram pelo projeto cinco Educadores Par, que conseguiram superar a situação de rua mesmo que temporariamente. Três deles conquistaram independência, sendo que um foi aprovado no curso de Relações Públicas da Universidade Estadual de Londrina (UEL) e outro atua na Política de Assistência Social na instituição Ministério Missões e Adorações (MMA), no Serviço de República Moderada. Ele foi implementado em 2019, pela Prefeitura de Londrina, de forma inédita no Paraná.

A secretária municipal de Assistência Social, Jacqueline Marçal Micali, destacou a importância deste projeto. Para ela, o Educador Par traz a esperança e possibilidades de uma nova história para as pessoas em situação de rua.

O outro projeto premiado, o Cartão Londrina Cuidando das Pessoas, funciona como um cartão alimentação com saldo para aquisição de produtos de higiene, limpeza e alimento, substituindo, quando for viável, o fornecimento de cestas básicas.

Além de garantir itens de necessidade básica às famílias, contribui para a economia local, pois os cartões são aceitos em mais de 200 estabelecimentos comerciais localizados na zona urbana e rural de Londrina. Desde sua implantação, foram atendidas 12.170 famílias. O valor disponibilizado nos cartões é de R$ 91,00 ou R$ 182,00. O recurso é definido de acordo com o nível de vulnerabilidade do usuário.

Este é o maior valor de benefício eventual concedido através de cartão no Brasil. No mês de abril de 2022 foram concedidos 1.782 cartões às famílias em vulnerabilidade social do município. A Prefeitura investe R$ 14 milhões por ano em recursos no cartão. “Antes do cartão entregávamos 200 cestas básicas por mês e agora temos 12 mil cartões. Este recurso possibilita dignidade para estas famílias, que podem ir ao mercado fazer suas próprias compras, além de circular na economia de Londrina, retornando para o próprio município”, destacou a secretária.

Micali contou que mesmo na pandemia foi possível realizar o projeto, que já era almejado. “O cartão é um sonho antigo da Assistência, concretizado no meio de uma pandemia, tendo o maior valor do Brasil de benefício eventual com esse modelo. A premiação é a coroação de um processo árduo, na busca pela excelência em nossa atuação na proteção social” comentou.

O prefeito Marcelo Belinati parabenizou o trabalho realizado pela Assistência Social e disse que esta é uma área prioritária em Londrina. “Desde o início desta administração nós aumentamos o orçamento da Assistência Social em cerca de 70%, por entender a importância que esta secretaria tem. São mais de 12 mil famílias em situação de vulnerabilidade atendidas com o Cartão Londrina Cuidando das Pessoas, um projeto inovador no Brasil, e quase R$ 15 milhões em recursos. Parabenizo toda os trabalhadores desta pasta, pela realização destas iniciativas, e agradeço ao Prêmio Gestor do Paraná pelo reconhecimento deste trabalho”, apontou.

O presidente do Sindicado dos Auditores Fiscais da Receita do Estado do Paraná (SINDAFEP), Osmar de Araújo, informou que o Prêmio Gestor Público foi criado no Rio Grande do Sul e lançado no Paraná em 2012. “Ele premia as boas práticas dos gestores, pois não basta o projeto ser bonito, ele tem que estar em execução e ter o reconhecimento da população. O Cartão Londrina Cuidando das Pessoas é fundamental para as pessoas em vulnerabilidade e o Educador Par para as pessoas em situação de rua. São projetos que fazem a diferença e foram implementados por um gestor que se preocupa com a sua população e com a aplicação dos recursos. O prêmio reconhece as boas práticas, que contribuem para tornar os municípios melhores, bem como o Estado e o país”, enfatizou.

O auditor e avaliador do PGP, José Américo Silva Pinto, parabenizou Londrina pelos projetos premiado. “A ideia do Prêmio Gestor é mostrar o que está sendo feito nas prefeituras, em prol de seus habitantes. Londrina está de parabéns pelos projetos, todos os avaliadores ficaram encantados com estas iniciativas”, disse.

Um dos educadores par do município, Carlos Rafael Silva Ferreira, esteve presente no evento e contou um pouco de sua história e de seu trabalho. No momento ele está saindo da situação de rua, por meio do projeto da Prefeitura, e agora ajuda outras pessoas a superar esta condição. “No meu trabalho, eu auxilio o arte educador no acompanhamento das pessoas que estão em situação de rua e nos abrigos. Como já tive um a experiência nas ruas, tenho um contato mais aberto para chegar nestas pessoas. Essa é a ideia do educador par”, contou.

Ferreira disse que foi parar nas ruas por problemas familiares e hoje está em processo de superação, no Serviço de Acolhimento em República. “Tive um pouco de depressão e acabei em situação de rua por dois anos. Tive muitas experiências nesse período, conheci muitas pessoas morando nas ruas, inclusive com curso superior. E eu consegui sair das ruas por causa da arte e educação. Comecei a fazer capoeira, no Centro Pop, de lá eu fui para um abrigo e agora estou na república, superando. Posso afirmar que este projeto faz a diferença na vida destas pessoas, pois nas ruas há muita gente com talentos que não estão sendo aproveitados. A partir destes projetos, conseguimos fazer o resgate das pessoas em situação de rua”, enfatizou.

m dos beneficiários do Cartão Londrina Cuidando das Pessoas é o pintor Claudemir de Souza, de 60 anos. Atualmente ele está desempregado e mora em um abrigo. “Este cartão é uma maravilha, ainda mais no período de pandemia, que foi tão sofrido, e agora que estou sem emprego. O cartão chegou na hora certa, estava muito difícil, por isso só tenho que agradecer ao prefeito Marcelo Belinati e a Secretaria de Assistência Social de nosso município”, expôs.

Entres os presentes na solenidade estiveram o vice-prefeito, João Mendonça; a deputada Federal, Luísa Canziani; o chefe de gabinete, Moacir Sgarioni; o secretário de Gestão Pública, Fábio Cavazotti; os vereadores Lu Oliveira e Matheus Thum; a promotora de Justiça, Suzana Lacerda Feitosa; a diretora de Proteção Social Especial, Josiane Nogueira e Luis Maccagnan, diretor de Proteção Social Básica em exercício, que representaram os trabalhadores da Assistência Social.

Da Prefeitura de Londrina

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *