PELA 1ª VEZ, UMA MULHER É A CAMPEÃ DE VOTOS PARA A CÂMARA DE CURITIBA

PELA 1ª VEZ, UMA MULHER É A CAMPEÃ DE VOTOS PARA A CÂMARA DE CURITIBA

As eleições deste domingo (15/11) trouxeram alguns ineditismos para a Câmara de Curitiba. Um deles é a vitória de Indiara Barbosa, do Partido Novo: pela primeira vez na história da Casa, uma mulher é a campeã de votos. Ela obteve 12.147 votos nas urnas. O segundo lugar é de Serginho do Posto (DEM), que foi reeleito com 10.061 votos. Já a terceira mais votada é a primeira mulher negra eleita para a Casa, Carol Dartora (PT), com 8.874 votos. A apuração em Curitiba foi concluída pouco depois das 23 horas. As informações são da Gazeta do Povo.

Formada em Administração e Ciências Contábeis, Indiara Barbosa trabalhou por 13 anos em uma empresa multinacional de auditoria. Ela conta que trocou a carreira na iniciativa privada para trabalhar na fiscalização das contas públicas. Em 2019 foi aluna do movimento RenovaBR. Paranaense nascida em Umuarama, no ano de 1983, ela é mãe do Luigi, 7 anos.

Na Câmara dos Vereadores, ela entra com foco na fiscalização das contas públicas. “Corrupção, má gestão e inchaço na máquina pública são problemas crônicos dos municípios. Se fizermos um trabalho de fiscalização bem feito conseguimos combater esses três problemas”, diz ela.

É a segunda vez que Indiara Barbosa disputa uma eleição. Em 2018, ela se inscreveu para uma vaga na Câmara Federal, mas não conseguiu um assento. Naquele ano, contudo, já tinha obtido uma votação expressiva, mais de 30 mil votos.

Críticos do uso do dinheiro do Fundo Eleitoral, os filiados ao Partido Novo buscam outras alternativas para financiar suas campanhas: Indiara Barbosa arrecadou perto de R$ 200 mil através de doações e vaquinha eletrônica. “São pessoas que me ajudaram a representar os ideais do partido, a nova política. Esse é meu grande objetivo: uma nova política. E que venham mais pessoas que tenham esse mesmo objetivo de melhorar a cidade e o país por meio da política”, afirma ela.

Foto: Divulgação / Novo

Da Gazeta do Povo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *