PARANÁ VACINOU 53,5% DO PÚBLICO ADULTO; CURITIBA, 58,2%

Mais de seis milhões de vacinas contra o coronavírus já foram administradas no Paraná. O marco foi alcançado pelo Estado, nesta segunda-feira (05/07), chegando a 6.020.719 doses aplicadas. Deste total, 4.598.674 são primeiras doses (76,4%), 1.355.379 segundas doses (22,5%) e 66.666 doses únicas (1,1%). Neste contexto, 53,5% da população adulta do Paraná já recebeu ao menos uma dose da vacina e 16,31% já está completamente imunizada (com segunda dose ou dose única).

A meta da Secretaria Estadual da Saúde é de aplicar a primeira dose ou dose única em 80% da população-alvo até agosto e 100% até setembro.
Curitiba tem índice até superiores que o Estado. Até o momento, 833.399 curitibanos receberam a primeira dose da vacina contra o novo coronavírus, e 242.277 pessoas receberam a segunda dose da vacina até segunda-feira e outras 12.229 pessoas receberam a vacina em dose única, completando esquema vacinal anticovid.

A cidade já aplicou 1.087.905 unidades da vacina anticovid — primeira e segunda doses ou dose única. Ao todo, 58,2% da população de Curitiba acima de 18 anos já receberam ao menos uma dose.

Leitos UTI
Além do avanço na vacinação, o Paraná também apresentou melhora na ocupação dos leitos de UTI exclusivos para Covid-19 e na taxa de transmissão (Rt) do vírus no Estado.

Na segunda-feira, a taxa de ocupação de UTIs baixou para 87%, reforçando uma tendência de redução no sistema hospitalar. Na segunda-feira, o índice caiu para menos de 90% pela primeira vez em quatro meses.

Já a taxa de transmissão, número que indica a velocidade de contágio pelo vírus por região, também apresentou queda. Atualmente, o índice está em 0,81 – o mais baixo do Brasil, empatado com a Bahia.

Cuidados mantidos
Mesmo com o avanço da vacinação contra a Covid-19 em Curitiba, especialistas da Secretaria Municipal da Saúde (SMS) alertam que a pandemia não acabou e os protocolos sanitários de prevenção devem ser mantidos.

A infectologista da secretaria Marion Burger reforça que não é hora afrouxar nos cuidados de prevenção. Ainda é necessário manter os protocolos sanitários – como uso de máscara, higienização constante das mãos e distanciamento social – essenciais no combate do novo coronavírus. Mesmo com a vacina, o vírus circula, e a situação só vai ficar tranquila com a imunização da maior parte da população.

Das vacinas administradas em todo o Paraná, a mais aplicada é a Covishield, da parceria AstraZeneca/Oxford/Fiocruz, com 48,1% do total de doses utilizadas. Na sequência, está a Coronavac (Instituto Butantan/Sinovac), com 40,2%; a Cominarty (Pfizer/BioNTech), com 10,5%; e a Janssen (Johnson & Johnson), com 1,1%.

Em números absolutos, a cidade que lidera a aplicação de imunizantes no Paraná é Curitiba, seguida por Maringá (331.922), Londrina (316.066), Cascavel (185.170) e São José dos Pinhais (149.409). Completam a lista Ponta Grossa (148.707), Foz do Iguaçu (138.706), Colombo (92.074), Paranaguá (87.083), Guarapuava (83.831), Toledo (71.588), Apucarana (70.000), Arapongas (67.755), Umuarama (63.681) e Pinhais (59.766).

Com uma pequena melhora nos indicadores referentes à pandemia da Covid-19, que aliviaram a pressão sobre o sistema de saúde, todas as unidades básicas que estavam recebendo casos de urgência e emergência voltaram ao atendimento habitual nesta semana. Com isso, Curitiba agora tem 88 unidades básicas abertas -, além de sete UPAs que voltaram à função original recebendo pacientes de urgência emergência de quaisquer doenças.

Do Bem Paraná

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *