PARANÁ REGISTRA MAIOR NÚMERO DE INTERNADOS COM DESDE O INÍCIO DA PANDEMIA

PARANÁ REGISTRA MAIOR NÚMERO DE INTERNADOS COM DESDE O INÍCIO DA PANDEMIA

O Paraná registrou o maior número de pessoas internadas com Covid desde o início da pandemia no estado. Por isso, Curitiba voltou a adotar medidas mais restritivas. As informações são do Jornal Nacional / G1.

O sistema de saúde de Curitiba está, de novo, diante do colapso.

“Nós chegamos no limite. Esse limite de atendimento não é só no serviço público. No serviço privado, nós estamos tendo o mesmo problema”, afirma Clóvis Arns, presidente Sociedade Brasileira de Infectologia.

Há quatro dias não há leitos de UTI para pacientes com Covid pelo SUS. Nessa semana, as internações na capital paranaense registraram a maior taxa de ocupação desde o começo da pandemia: 107%. Isso significa que leitos que seriam usados no tratamento de outras doenças agora são destinados a pacientes com coronavírus. Hoje, a ocupação está em 105%.

“Nos preocupa muito que eventualmente doenças curáveis possam não ter espaço para tratamento devido a nós estarmos exclusivamente lotados por Covid. Pedimos a ajuda de todos para que nós possamos vencer esse momento difícil, o mais difícil desde março de 2020 em nossa cidade”, diz Geci Labres de Souza Júnior, diretor Hospital do Trabalhador.

Com o agravamento da pandemia, a prefeitura decretou bandeira vermelha, que indica alto risco de contágio. Até 9 de junho, só os serviços essenciais podem ter atendimento presencial. Lojas de rua, por exemplo, só têm autorização para fazer entregas e drive trhu. E a circulação de pessoas nas ruas fica restrita das 21h às 5h.

“A bandeira só muda se a sociedade se movimentar. O nosso único inimigo se chama vírus”, afirma Márcia Huçulak, secretária municipal de saúde.

A prefeitura também determinou que nos próximos dias todas as UPAs de Curitiba funcionem como mini hospitais e atendam exclusivamente pacientes de Covid que precisam ser internados. Com a mudança, os postos de saúde passam a receber os casos de emergência.

A situação também é de alerta nos outros estados do sul. No Rio Grande do Sul, o número de pessoas com Covid internadas em UTIs aumentou mais de 14% em duas semanas. Em Santa Catarina, mais da metade das internações em unidades de terapia intensiva é de pacientes com Covid. A ocupação geral das UTIs no estado chega a quase 96%.

Foto: Geraldo Bubniak / AEN

Do Jornal Nacional / G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *