PARANÁ RECEBE 235 MÉDICOS PARA REFORÇAR COMBATE AO CORONAVÍRUS; 37 SÃO CUBANOS

PARANÁ RECEBE 235 MÉDICOS PARA REFORÇAR COMBATE AO CORONAVÍRUS; 37 SÃO CUBANOS

Postos de saúde de 89 municípios paranaenses passaram a contar com o reforço de 235 novos médicos nesta terça-feira (12/05). As contratações são pelo Programa Mais Médicos para o Brasil, do Ministério da Saúde (MS), que lançou, em março, após o início dos casos de coronavírus no país, dois editais chamando novos profissionais. As informações são de Maria Eduarda Lass, da Gazeta do Povo.

Dos 235 médicos que foram contratados no Paraná, 37 são cubanos. Segundo a Secretaria Estadual da Saúde (Sesa), eles fazem parte de um grupo de 102 médicos do país caribenho, que vieram ao estado para trabalhar no programa entre 2013 e 2018 e permaneceram por aqui depois que a parceria entre os governos brasileiro e cubano se encerrou.

Os profissionais cubanos foram contratados para atuar em 26 cidades. Curitiba, Londrina e Morretes, com 3 médicos cubanos cada, são os municípios que mais receberam estes profissionais. Municípios como São Manoel do Paraná, Braganey e Renascença receberam somente os profissionais estrangeiros até agora.

Já os 198 médicos brasileiros contratados para o Paraná nessa fase foram distribuídos por 73 municípios. Os maiores reforços são para as cidades de Curitiba (25), Londrina (18) e Ponta Grossa (11). Segundo a Sesa, apesar de terem sido contratados durante a pandemia, eles vão atuar na rede de saúde básica como um todo, sendo alocados nas Unidades Básicas de Saúde e Unidades de Pronto Atendimento.

As novas contratações representam, segundo a Secretaria, um investimento anual de R$ 120 milhões, pagos com recursos federais, estaduais e municipais. Ainda estão abertas cerca de 215 vagas no Paraná.

Confira a lista das cidades contempladas

Cidades que receberam um médico cada:

Ampere, Astorga, Atalaia, Balsa Nova, Bandeirantes, Boa Ventura de São Roque, Braganey, California, Cambé, Campina Grande do Sul, Campo Magro, Castro, Catanduvas, Clevelândia, Diamante D’oeste, Eneas Marques, Fazenda Rio Grande, Guaíra, Guaraqueçaba, Ipiranga, Ivaiporã, Laranjeiras do Sul, Japira, Lapa, Mandirituba, Marechal Cândido Rondon, Mercedes, Nova Aliança do Ivaí, Nova Esperança, Nova Santa Rosa, Palmas, Paranacity, Paranavaí, Pien, Quatro Pontes, Quedas do Iguaçu, Querência do Norte, Renascença, Rio Bom, Rondon, Santa Helena, Santa Lucia, Santana do Itararé, Santo Antônio do Sudoeste, São João do Triunfo, São José dos Pinhais, São Manoel do Paraná, São Sebastião da Amoreira, Sapopema, Tamarana, Ubiratã, Vera Cruz do Oeste.

Cidades que receberam dois médicos cada:

Assis Chateaubriand, Campo Largo, Cerro Azul, Francisco Beltrão, Marialva, Ortigueira, Paiçandu, Palmeira, Rolândia, Sarandi, Tupassi, Terra Roxa, Toledo.

Cidades que receberam três médicos cada:

Campo Mourão, Guarapuava, Guaratuba, Morretes, Paranaguá, Pato Branco, Piraquara, Santa Terezinha de Itaipu, Terra Rica.

Cidades que receberam quatro médicos cada:

Arapongas, Medianeira, Rio Branco do Sul, São Miguel do Iguaçu

Cidades que receberam cinco médicos cada:

Almirante Tamandaré, Pinhais

Cidades que receberam seis médicos cada:

Colombo, Matinhos

Cascavel recebeu 7 médicos

Foz do Iguaçu recebeu 9 médicos

Maringá recebeu 11 médicos

Ponta Grossa recebeu 13 médicos

Londrina recebeu 21 médicos

Curitiba recebeu 29 médicos

Foto: Pixabay

Da Gazeta do Povo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *