PARANÁ FICA PERTO DE SE TORNAR A QUARTA ECONOMIA DO PAÍS

Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil

O Paraná caminha para se tornar a quarta maior economia do Brasil, tomando o posto que há tempos é ocupado pelo Rio Grande do Sul. É o que mostram informações das Contas Regionais 2019, elaboradas pelo IBGE e divulgadas na última sexta-feira (12 de novembro). As informações são de Rodolfo Luis Kowalski do Bem Paraná.

No ano de referência do estudo (2019), o Produto Interno Bruto (PIB) do Paraná foi apenas o 17º que mais cresceu no país, com alta de 0,9%. Com isso, a soma de todos os bens e serviços finais produzidos pelo estado chegou a R$ 466,38 bilhões, aproximadamente, com desempenho influenciado principalmente pelas elevações verificadas em Indústrias de transformação (+3,8%) e nas atividades de Serviços (+1,3%), enquanto a agropecuária declinou 8,5%, em termos de volume em 2019, na comparação com o ano anterior.

A economia paranaense, então, aparece como a quinta maior do país, respondendo por 6,3% do PIB brasileiro. Apenas São Paulo (2,35 trilhões e participação de 31,8%), Rio de Janeiro (R$ 779,93 bilhões e 10,6%), Minas Gerais (R4 651,87 bilhões e 8,8%) e Rio Grande do Sul (R$ 482,46 bilhões e 6,5%) possuem uma economia mais forte e uma participação mais expressiva na produção de riquezas do país.

Ainda segundo o IBGE, entre 2002 e 2019 a participação porcentual (p.p.) do estado do Paraná na economia nacional teve crescimento de 0,38, a quinta maior alta do país, atrás apenas de Santa Catarina (0,72), Pará (0,64), Mato Grosso (0,63) e Minas Gerais (0,49). Nesse mesmo período, a participação da economia gaúchya no PIB nacional recuou 0,11 p.p.

Isso significa, então, que a participação do PIB paranaense na economia nacional subiu de 5,9% em 2002 para 6,3% em 2019. Por outro lado, o Rio Grande do Sul reduziu sua participação, de 6,6% para 6,5%. Na prática, então, o Paraná nunca esteve tão perto de assumir o posto de quarta maior economia do Brasil, superando os vizinhos gaúchos na soma do Produto Interno Bruto.

Para que a economia paranaense supere a gaúcha, contudo, o Paraná terá de voltar a crescer de forma mais consistente nos próximos anos.

Entre 2002 e 2019, por exemplo, o PIB do Paraná cresceu 44%, com uma alta média de 2,2% ao ano. O Rio Grande do Sul, por sua vez, acumula alta de 33,9% e média anual de 1,7%. Nos últimos três anos (2017, 2018 e 2019), contudo, a economia paranaense cresceu, respectivamente, 2%, 1,2% e 0,9%, enquanto a gaúcha subiu 1,8%, 2% e 1,1%.

PIB per capita cresce 357% entre 2002 e 2019
Embora seja a quinta maior economia do Brasil, o Paraná aparece como tendo o sexto maior PIB per capita do país, ou seja, como a sexta unidade da federação com mais riquezas ‘por cabeça’ – lembrando que o PIB per capita é o valor do PIB da localidade dividido pelo número de habitantes daquela região.

Em 2019, o valor do PIB per capita do Paraná estava em R$ 40.788,77, um pouco acima do Mato Grosso (R$ 40.787,32) e imediatamente atrás do Rio Grande do Sul (R$ 42.406,09), sendo que entre 2002 e 2019 o PIB per capita paranaense cresceu 357% (o valor era de R$ 8.927,46 há quase duas décadas).

Os outros estados ou unidades federativas que aparecem com destaque no que diz respeito ao PIB per capita são o Distrito Federal (R$ 90.742,75), São Paulo (R$ 51.150,82), Rio de Janeiro (R$ 45.174,08) e Santa Catarina (R$ 45.118,41).

O PIB do Brasil e os estados com maiores PIBs

Brasil
PIB: R$ 7,389 trilhões

São Paulo
PIB: R$ 2,348 trilhões
Participação no PIB nacional: 31,8%

Rio de Janeiro
PIB: R$ 779,93 bilhões
Participação no PIB nacional: 10,6%

Minas Gerais
PIB: R$ 651,87 bilhões
Participação no PIB nacional: 8,8%

Rio Grande do Sul
PIB: R$ 482,46 bilhões
Participação no PIB nacional: 6,5%

Paraná
PIB: R$ 466,38 bilhões
Participação no PIB nacional: 6,3%

Do Bem Paraná

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *