PARANÁ DEVE RECEBER 12 MIL URNAS ELETRÔNICAS DO MODELO NOVO, DIZ TRE

Foto: Abdias Pinheiro/SECOM/TSE

O Paraná deve receber até as Eleições 2022 12 mil urnas eletrônicas do modelo novo (UE2020). A quantidade é suficiente para renovar quase metade do estoque atual, composto por 25 mil equipamentos. As informações são do Paraná Portal com TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

Segundo o TRE-PR, a urna eletrônica tem uma vida útil entre 10 e 12 anos. Com a chegada dos novos equipamentos, as urnas mais antigas serão substituídas e deixarão de ser utilizadas nos pleitos realizados a cada dois anos.

Nesta segunda-feira (13/12), em visita a uma fábrica que produz os módulos das urnas eletrônicas modelo UE2020, no Distrito Industrial de Manaus (AM), o presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), ministro Luís Roberto Barroso, voltou a defender o equipamento.

O magistrado destacou os mecanismos de segurança, auditabilidade e de transparência da urna eletrônica, presente há 25 anos na vida do eleitorado brasileiro.

Reiteradamente, o TSE tem feito a defesa dos equipamentos, que nos últimos anos passaram a ser alvo de fake news e denúncias falsas de fraudes, que nunca foram provadas.

Uma dessas fake news levou à cassação do deputado estadual paranaense Fernando Francischini (PSL), que entrou para a história como o primeiro parlamentar do Brasil a perder o mandato por difundir mentiras durante as eleições.
RENOVAÇÃO

Na unidade visitada por Luís Roberto Barroso são fabricadas as placas-mãe do terminal do mesário e do módulo de votação.

Para 2022 estão sendo produzidas 225 mil novas urnas eletrônicas. O Brasil precisará de um total de 577 mil para as próximas Eleições. O TSE espera receber os equipamentos prontos até maio de 2022.

Embora as placas-mãe sejam fabricadas em Manaus, a montagem final ocorre em Ilhéus (BA), por uma questão de logística de distribuição.
URNAS ELETRÔNICAS MODELO UE2020

As urnas modelo UE2020 permitirão maior rapidez na identificação do eleitorado. O terminal do mesário tem tela totalmente gráfica, sem teclado físico, e superfície sensível ao toque. Assim, enquanto uma pessoa vota, outra já poderá ser identificada.

Do Paraná Portal com TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *