PARA 83% DA POPULAÇÃO DAS CLASSES A, B E C, USO DE MÁSCARA DEVE SER OBRIGATÓRIO

PARA 83% DA POPULAÇÃO DAS CLASSES A, B E C, USO DE MÁSCARA DEVE SER OBRIGATÓRIO

Uma pesquisa do Ibope divulgada nesta terça-feira (08/09) revelou que 83% dos brasileiros das classes A, B e C concordam que as pessoas devem respeitar os protocolos de segurança para conter a Covid-19, como o uso de máscaras faciais. O levantamento foi encomendado pelo jornal “O Globo”.

“As pessoas têm o dever de respeitar os protocolos de segurança, como o uso de máscaras em locais públicos.”

  • 72% – Concordo totalmente
  • 11% – Concordo parcialmente
  • 10% – Nem concordo, nem discordo
  • 3% – Não sabe
  • 2% – Discordo totalmente
  • 2% – Discordo parcialmente

Desse total, 72% disseram concordar totalmente com a afirmação, e 11% concordam parcialmente. Entre as mulheres que responderam a pesquisa, 75% concordam com o uso de máscara e outros protocolos. Já entre os homens, o percentual cai para 68%.

No Sul e no Sudeste, as medidas são apoiadas por 80 e 75% da população, respectivamente. Nas outras regiões, o apoio é um pouco menor (66% no Nordeste e 62% no Norte e Centro-Oeste).

O Ibope também perguntou o espectro ideológico dos entrevistados. Os indivíduos mais situados à esquerda declararam maior apoio à exigência das medidas de proteção contra o coronavírus (91%) do que os que se descreviam como de direita (78%).

A pesquisa ouviu 2.626 indivíduos maiores de 18 anos e restringiu-se ao universo das classes A, B e C. As respostas foram colhidas entre 21 e 31 de agosto em todas as regiões do país. Segundo o Ibope, o total de entrevistados representa um universo de cerca de 70% da população brasileira.

Outras questões relacionadas à pandemia foram incluídas na pesquisa.

Para 71% dos entrevistados, a Covid-19 teve um impacto pior do que se esperava no Brasil, com a culpa atribuída à própria população (38%) e ao presidente Jair Bolsonaro (33%).

A maioria dos entrevistados acredita que a epidemia vai ter influência nos resultados das eleições municipais (59%) e que os cientistas passarão a ser mais valorizados pela população em geral (58%).

Para 72% dos entrevistados, o retorno dos estudantes às aulas presenciais só deve acontecer quando existir uma vacina eficaz contra o coronavírus.

Foto: Alex Pazuello / Semcom / Fotos Públicas

Do G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *