MULHERES REPRESENTAM 32,6% DAS CANDIDATURAS A VEREADOR EM CURITIBA

MULHERES REPRESENTAM 32,6% DAS CANDIDATURAS A VEREADOR EM CURITIBA

Após a realização das convenções, o percentual de mulheres candidatas a uma vaga na Câmara Municipal de Curitiba em 2020 é de 32,6%. Dos 1.190 candidaturas, 388 são femininas e 802 masculinas.

O número é pouco maior do que o mínimo estabelecido para os partidos brasileiros – que são obrigados a respeitar a reserva de 30% das candidaturas para mulheres.

Mesmo assim, se todas as candidaturas lançadas forem homologadas pela Justiça Eleitoral, haverá aumento de 1,3% em comparação com as eleições municipais anteriores, em 2016, quando a capital paranaense teve 349 (31,3%) candidatas ao cargo de vereador na capital.

Aumento durante os anos
Considerando as últimas seis eleições municipais, o número de mulheres concorrendo a uma das 38 cadeiras na Casa aumentou no decorrer dos anos.

  • Em 2000, eram 490 candidatos homens e 132 mulheres – o que representou 21,2% de candidaturas femininas.
  • Em 2004, o número foi semelhante a este. Foram 487 candidaturas masculinas e 134 femininas, sendo 21,5% de mulheres concorrendo ao cargo.
  • No ano de 2008, a porcentagem subiu pouco: 22,1%, sendo 673 homens e 191 mulheres.
  • Em 2012, o número chegou a 29,2% de candidaturas femininas. Foram 532 candidatos homens e 220 mulheres.
  • No último pleito, em 2016, foram 765 candidaturas masculinas e 349 femininas. Com isso, o percentual foi de 31,3%.

Fim das coligações
A partir das eleições deste ano, estão proibidas as coligações para eleger vereadores. A regra mudou a partir de uma emenda constitucional de 2017 e agora os partidos não podem fazer alianças para aumentar as chances de conseguir vagas nas câmaras municipais.

Foto: Divulgação/Rodrigo Fonseca/CMC

Do G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *