MORRE ARQUITETO QUE APRIMOROU O TRANSPORTE COLETIVO DE CURITIBA

MORRE ARQUITETO QUE APRIMOROU O TRANSPORTE COLETIVO DE CURITIBA

Morreu na madrugada deste domingo (05/01), aos 83 anos, o arquiteto Carlos Eduardo Ceneviva. Arquiteto de mobilidade urbana, trabalhou a vida inteira pelo desenvolvimento organizado das cidades, trazendo grande contribuição no modelo de transporte urbano adotado em Curitiba.

Carlos Eduardo Ceneviva nasceu em Catanduva (SP), em 1937. Cursou o ginásio e o científico em Londrina. Em 1968, formou-se na primeira turma de Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Federal do Paraná (UFPR), passando a integrar a equipe de arquitetos do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc) em 1971.

Já em 1973 assumiu a supervisão de Planejamento do instituto com participação direta no detalhamento dos setores estruturais e na implantação dos ônibus expresso.

Presidiu o Ippuc entre 1979 e 1980, época em que foi implantado na cidade o conceito de Rede Integrada de Transporte, com o fechamento dos terminais e tarifa única.

Em 1989 passou a presidir a Urbs, tendo encaminhado o processo de incremento da Rede Integrada, com a implantação, em 1991, das Linhas Diretas (Ligeirinhos) e estações-tubo fora das canaletas. Em 1992, implantou os biarticulados no eixo Boqueirão. E em 1995, a frente da Urbs, implantou o eixo Norte-Sul.

Essas obras contaram com investimentos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), dentro de um pacote que, além da inovação no transporte, dotou a cidade com as primeiras ruas da cidadania, os núcleos descentralizados de serviços públicos.

Até meados dos anos 2000, Ceneviva desenvolveu estudos e projetos de mobilidade no Brasil e exterior. De volta à Urbs, em 2005, foi um dos responsáveis pela elaboração do anteprojeto de ultrapassagem nas canaletas do expresso, que culminou com a implantação do Ligeirão, primeiro no eixo Boqueirão.

Cenevida foi convidado pelo prefeito Rafael Greca, em 2017, para ocupar a presidência da Urbs novamente, em sua atual gestão, mas declinou. O arquiteto foi convidado então a coordenar a área de transportes no Ippuc, o que resultou nos estudos do Ligeirão Norte-Sul, que está em processo de implantação, por meio de convênio com o BID.

Ceneviva foi um dos primeiros a receber a comenda da Ordem Municipal da Luz dos Pinhais de Curitiba.

Foto: reprodução Youtube

Com informações da Prefeitura de Curitiba

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *