MINISTRO KASSIO NUNES IMPÕE DERROTA À LAVA JATO DO RIO EM SUA ESTREIA NO STF

MINISTRO KASSIO NUNES IMPÕE DERROTA À LAVA JATO DO RIO EM SUA ESTREIA NO STF

O novo ministro Kassio Nunes Marques participou, nesta terça-feira (10/11), da primeira sessão da 2ª Turma do Supremo Tribunal Federal (STF). Na ocasião, o magistrado se alinhou aos ministros Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski para impor uma derrota à Operação Lava Jato. As informações são de Thayná Schuquel, do Metrópoles.

Durante o julgamento, Nunes Marques se uniu aos ministros, conhecidos pelas críticas à força-tarefa, para retirar a investigação contra o promotor Flávio Bonazza das mãos do juiz Marcelo Bretas, responsável pela operação no Rio de Janeiro.

Bonazza foi preso em fevereiro deste ano após ser acusado pelo Ministério Público de receber mesada de R$ 60 mil de empresários de ônibus para agir dentro do MP em benefício de empresas investigadas.

Em março, Gilmar Mendes mandou soltar o promotor e remeteu o processo à Justiça Estadual, declarando a incompetência de Bretas para julgar o caso.

Agora, Nunes Marques e Lewandowski formaram maioria, seguindo o relator, para manter a Justiça Federal afastada da condução das apurações. Os ministros Edson Fachin e Cármen Lúcia divergiram e defenderam a manutenção da investigação na Lava Jato do Rio.

Em relação à prisão preventiva de Bonazza, apenas Fachin divergiu dos colegas. Nesse ponto, Cármen se alinhou aos demais para referendar a decisão de soltura proferida em março.

Foto: Fellipe Sampaio / SCO / STF

Do Metrópoles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *