MELHOR GESTÃO FISCAL DO PARANÁ CONTINUA DOS PROGRESSISTAS

MELHOR GESTÃO FISCAL DO PARANÁ CONTINUA DOS PROGRESSISTAS

São Jorge do Ivai, gerida pelo prefeito André Bovo (Progressistas) (na foto em destaque, ao centro) é o município paranaense com a melhor gestão fiscal do Estado do Paraná em 2019, tendo por base os dados de 2018.

A informação vem do tradicional estudo do Índice Firjan de Gestão Fiscal (IFGF) de 2019, da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan), que analisa as contas das cidades brasileiras por meio de quatro indicadores, com base em dados oficiais.

Com o índice 0,9647, São Jorge não apenas lidera a gestão fiscal das cidades paraenses, como também passou para o 7º lugar no ranking nacional. O índice máximo em cada área avaliada é 1,000. Em Investimentos (mede a parcela da receita total dos municípios destinada aos investimentos, aqueles que geram bem-estar à população e melhoram o ambiente de negócios) o município teve o valor máximo. Em Autonomia (analisa a relação entre as receitas com origem na atividade econômica do município e os custos para financiar a sua existência) teve 0,9633. Em Gastos com Pessoal (mostra quanto gasta com pagamento de pessoal em relação ao total da Receita Corrente Líquida) obteve 0,9510. A gestão fiscal do município foi classificada como “de excelência” em todos os índices avaliados.

MELHOR GESTÃO FISCAL DO PARANÁ CONTINUA DOS PROGRESSISTAS
Índices de São Jorge do Ivaí. Todos classificados como “de excelência”.

São Jorge do Ivai é gerida pelo prefeito André Bovo, dos Progressistas. O partido, aliás, tem um histórico invejável de ótimos índices de gestão fiscal no Estado.

A vizinha Maringá, a 50 km de São Jorge do Ivai, também era acostumada a frequentar as primeiras posições do Estado no ranking durante os doze anos em que foi administrada pelos Progressistas Silvio Barros II (2005 a 2012) (na foto em destaque, à esquerda) e Carlos Roberto Pupin (2013 a 2016) (na foto em destaque, à direita). Em 2019, a cidade ficou em 59º lugar entre os 399 municípios do Paraná, e em 298º entre os 5.537 municípios avaliados no Brasil.

MELHOR GESTÃO FISCAL DO PARANÁ CONTINUA DOS PROGRESSISTAS
Evolução do Índice IFGF de Maringá, que não tem mais a classificação “de excelência” obtida pelos gestores progressistas, desde o ranking de 2018 (que avaliou o ano-base de 2017).

Hoje, o maior problema de Maringá está no quesito “gastos com pessoal”, índice apontado como em “dificuldade” pelo estudo. Curiosamente, a redução de custos com pessoal foi uma das principais promessas de campanha do atual prefeito, Ulisses Maia (PDT). Ao contrário de São Jorge do Ivaí, Maringá não teve sua gestão fiscal avaliada como “de excelência”.

MELHOR GESTÃO FISCAL DO PARANÁ CONTINUA DOS PROGRESSISTAS
Índices de Maringá. Destaque para os gastos com pessoal, classificados como em “dificuldade”.

Fonte: IFGF

Foto em destaque: Prefeitura de Maringá

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *