MARINGÁ INICIA VACINAÇÃO DE NOVO GRUPO CONTRA A COVID-19 NA SEMANA QUE VEM

MARINGÁ INICIA VACINAÇÃO DE NOVO GRUPO CONTRA A COVID-19 NA SEMANA QUE VEM

A Secretaria de Saúde de Maringá vacinou 8.011 pessoas até a tarde dessa sexta-feira (29/01), segundo informações do vacinômetro. A campanha segue imunizando os trabalhadores da saúde, divididos em subgrupos, de acordo com o Plano Estadual de Vacinação contra a Covid-19. As informações são de Fábio Guillen do GMC Online.

A Prefeitura de Maringá recebeu 10.187 doses de vacinas contra a covid-19, sendo 6.052 são do primeiro lote da Coronavac, já utilizadas para imunização dos profissionais de saúde da linha de frente, e 4.135 são da vacina AstraZeneca.

Nessa sexta-feira (29/01), um segundo lote da vacina Coronavac chegou no Aeroporto de Maringá, com 1.880 doses. O total será dividido pelas cidades da 15ª Regional de Saúde do Paraná. A quantidade que ficará em Maringá não foi divulgada.

Quem será vacinado em Maringá na próxima semana?
A partir de segunda-feira (01/02), a Secretaria de Saúde de Maringá vai vacinar os trabalhadores dos serviços de urgência e emergência que não são referências para covid-19, hemocentros, trabalhadores que atuam na vigilância em saúde e desenvolvem atividades de campo relacionadas à covid-19, trabalhadores dos demais serviços ambulatoriais e hospitalares e trabalhadores atuantes em farmácias.

Na sequência, a campanha vai atender trabalhadores do sistema funerário que tenham contato com cadáveres potencialmente contaminados com covid-19, cuidadores domiciliares, doulas, trabalhadores atuantes em áreas administrativas, inclusive da gerência e gestão da saúde.

O município também vacinará trabalhadores de serviços ambulatoriais e hospitalares, públicos e privados, em formato de teletrabalho devido à pandemia.

Quem já foi vacinado em Maringá contra a covid-19?
Em Maringá, já foram vacinados os profissionais que aplicam a vacina contra o coronavírus, trabalhadores e idosos de instituições de longa permanência trabalhadores de hospitais e serviços de urgência e emergência (UPA, Samu, Siate), clínicas de diálise e serviços de oncologia, trabalhadores de centro de atendimento à covid-19, trabalhadores da Atenção Primária à Saúde (APS), de Centros de Atenção Psicossocial (Caps), trabalhadores de coleta laboratorial e que fazem testes/exames para a covid-19.

Foto: Aldemir de Moraes / PMM

Do GMC Online.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *