JUSTIÇA ANULA CONDENAÇÃO DE 250 ANOS DE BIBINHO

Foto: Divulgação/Polícia Civil

A 1ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Paraná (TJPR) anulou na última quinta-feira (12/08) a condenação de mais de 250 anos de prisão do ex-diretor-geral da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep), Abib Miguel, o Bibinho. Com a decisão, um novo julgamento deve ser realizado. As informações são de William Bittar, da CBN Curitiba.

Em fevereiro deste ano, a defesa de Bibinho entrou com mandado de segurança argumentando que o desembargador José Maurício Pinto de Almeida, ex-relator do caso Diários Secretos, seria suspeito para julgar o feito. Na oportunidade, o presidente da 2ª Câmara Criminal, desembargador Mario Helton Jorge, negou o pedido da defesa do ex-diretor da Alep. No entanto, os advogados de Abib Miguel defenderam que ele não poderia tomar a decisão sozinho.

A desembargadora Ana Paula Kaled Accioly Rodrigues da Costa relatora do caso na 1ª Câmara Criminal, votou contra o pedido da defesa, mas foi vencida pelos demais desembargadores que participaram da sessão.

Segundo a denúncia do Ministério Público do Paraná (MP-PR), o ex-diretor-geral teria comandado um grande esquema de lavagem de dinheiro na Alep entre 1997 e 2014, com o desvio de mais de R$ 260 milhões.

As investigações apontaram que eram contratados funcionários fantasmas e a publicação era feita nos Diários Oficiais, mas com impressões reduzidas.

Em fevereiro, a 2ª Câmara Criminal do TJ-PR manteve a condenação de Abib Miguel. Atualmente, Abib Miguel cumpre prisão domiciliar, pois, tem mais de 80 anos.

Do Paraná Portal com CBN Curitiba.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *