‘JANEIRO DO ANO QUE VEM, A GENTE COMEÇA A VACINAR TODO MUNDO’ CONTRA A COVID, DIZ PAZUELLO

‘JANEIRO DO ANO QUE VEM, A GENTE COMEÇA A VACINAR TODO MUNDO’ CONTRA A COVID, DIZ PAZUELLO

O ministro-interino da Saúde, Eduardo Pazuello, disse nesta terça-feira (08/09) que a vacinação contra a Covid-19 no Brasil começa em “janeiro do ano que vem”.

A declaração foi dada antes da reunião de ministros com Jair Bolsonaro. O interino da Saúde foi perguntado sobre o tema pela youtuber mirim Esther. A garota de 10 anos foi convidada pelo presidente e conversou com a maioria dos ministros. Para Pazuello, a menina perguntou: “Vai ter vacina para todo mundo? E remédio, ou não vai?”.

“É o plano. A gente está fazendo os contratos com quem fabrica as vacinas, e a previsão é que essa vacina chegue para nós a partir de janeiro. Janeiro do ano que vem a gente começa a vacinar todo mundo” – Eduardo Pazuello.

Em 2 de setembro, o Ministério da Saúde já havia anunciado que a distribuição da vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford estava prevista para janeiro de 2021, caso seja mantida a perspectiva de comprovação da eficácia na terceira e última fase de testes clínicos.

Na data, o secretário-executivo da Saúde, Élcio Franco Filho, reforçou que as primeiras 30 milhões de doses serão oferecidas para a população no começo do ano que vem, seguindo o planejamento do governo.

“A previsão, pelo que nós estamos discutindo, e que nós temos até o momento, é que os primeiros lotes da vacina estarão sendo disponibilizados para imunização da população a partir de janeiro de 2021”, disse o secretário.

Segundo Élcio Filho, em um primeiro momento o país receberá do exterior o ingrediente ativo da vacina, que será preparada e envasada pala Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), no Rio de Janeiro.

A instituição tem um acordo de transferência tecnológica que garantirá a produção do imunizante no país. A Fiocruz deve ainda produzir, em um segundo momento, mais 70 milhões de doses da vacina.

Foto: Carolina Antunes / Agência Brasil

Do G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *