‘FOI UM ALÍVIO’, RELATA MARINGAENSE VACINADA CONTRA A COVID-19 NOS EUA

‘FOI UM ALÍVIO’, RELATA MARINGAENSE VACINADA CONTRA A COVID-19 NOS EUA

A maringaense Andreia Ribeiro mora há 3 anos e meio nos Estados Unidos. Ela foi vacinada com a primeira dose contra a covid-19 no dia 2 de janeiro. Andreia é auxiliar de serviços no país e tomou a dose gratuita fornecida pelo governo. Segundo ela, se vacinar contra a covid-19 foi um alívio. As informações são de Leticia Tristão, do GMC Online.

“[A vacina] foi muito rápida de ser aplicada. Foi uma experiência muito boa que eu tive, depois de tudo o que a gente viveu no ano de 2020 e agora nesse início de 2021. Tomar a vacina pra mim foi um alívio, saber que em breve vamos estar todos imunizados”, relata.

Andreia conta que vai tomar a segunda dose da vacina em fevereiro. Segundo ela, o imunizante que tomou foi produzido pela empresa farmacêutica Moderna. As equipes de Saúde do país agora monitoram aqueles que tomaram a primeira dose da vacina, para saber se está tudo bem. 

A primeira dose da vacina foi aplicada nos EUA no dia 14 de dezembro. Até o dia 15 de janeiro de 2021, 10,5 milhões de pessoas haviam sido imunizadas contra a covid-19 nos EUA, segundo dados da plataforma Our World in Data, que monitora a vacinação no mundo. 

Vacinação no Brasil
No Brasil, a vacinação está prevista para começar na próxima quarta-feira (20/01) às 10h, de forma simultânea em todo o país. A Prefeitura de Maringá afirma que a cidade está pronta para começar a vacinação assim que as doses chegarem.

Maringá deve receber 16 mil doses para a primeira etapa de vacinação, que contempla profissionais da saúde, idosos e indígenas. O Governo do Paraná começou a distribuição aos municípios de materiais para a vacinação como seringas e luvas. 

Foto: Reprodução/Arquivo Pessoal

Do GMC Online

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *