FILIPE BARROS É SUSPENSO DO PARTIDO E DENUNCIADO AO CONSELHO DE ÉTICA

FILIPE BARROS É SUSPENSO DO PARTIDO E DENUNCIADO AO CONSELHO DE ÉTICA

A última terça-feira (03/12) deve ter sido um dia duro para o deputado Filipe Barros (PSL-PR), de Londrina. Nesta mesma data ele foi suspenso de seu partido e denunciado ao Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara dos Deputados.

Quanto à suspensão, o PSL confirmou nesta data a punição de 18 parlamentares que tentaram afastar o presidente do partido, Luciano Bivar (PE), do comando da sigla. Entre eles, está o filho do presidente, Eduardo Bolsonaro, que pegou a maior punição e vai ficar um ano sem exercer atividades partidárias. Já Filipe Barros será suspenso por seis meses. 

A Executiva Nacional também indicou advertência para outros quatro deputados, incluindo a paranaense Aline Sleutjes (PSL-PR), de Castro.

Quebra de decoro – No mesmo dia, o Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara dos Deputados instaurou um processo contra o deputado Filipe Barros (PSL-PR). O processo decorre de uma representação apresentada pelo Partido dos Trabalhadores e pelo senador Humberto Costa (PT-PE). Eles acusam Barros de ter proferido “de forma inadmissível e ofensiva expressões que maculam a honra” do PT e do senador.

Filipe Barros é o segundo paranaense a ser denunciado no Conselho de Ética. O também londrinense Boca Aberta (Pros) foi alvo de duas denúncias.

Foto: Pablo Valadares / Câmara dos Deputados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *