DEPUTADOS DE LONDRINA MONTAM ARTILHARIA PARA AS ELEIÇÕES MUNICIPAIS

DEPUTADOS DE LONDRINA MONTAM ARTILHARIA PARA AS ELEIÇÕES MUNICIPAIS

Os deputados federais mais votados em Londrina nas últimas eleições, Boca Aberta (Pros) e Filipe Barros (PSL), começam a montar a artilharia para o pleito em outubro visando a prefeitura. As informações são de Guilherme Marconi, da Folha de Londrina.

Neste período pre-eleitoral, Barros inaugurou na última segunda-feira (13/01) o chamado QG (“Quartel General”) do Aliança Pelo Brasil, partido que pretende abrigar o presidente Jair Bolsonaro e outros políticos dissidentes do PSL. Já Boca Aberta confirmou que assumiu o controle de programa diário na televisão aberta, na RTV Canal 36-1, com objetivo de mostrar os problemas da cidade. Além disso, ele mantém um ônibus para prestar atendimento ao eleitorado.

Para Filipe Barros, o objetivo central do lançamento do novo “QG” é atrair assinaturas necessárias para a fundação do novo partido. “Nosso foco está 100% na coleta”, admite. O deputado londrinense coordena o movimento em várias cidades paranaenses com mutirões de coleta, inclusive em frente a cartórios. Segundo ele, líderes religiosos, incluindo pastores da Assembleia de Deus, e grupos conservadores de direita apoiam a empreitada. Barros e a deputada Aline Sleutes (PSL) , da região dos Campo Gerais, foram os deputados da bancada paranaenses do PSL que decidiram seguir Bolsonaro.

Filipe Barros não afirma que é 100% candidato a prefeito da futura legenda. “Eu já disse para o presidente que serei soldado do partido, eu não tenho esse apego a cargo. Mas um candidato a prefeito em Londrina sem dúvida será importante para o partido, porque aqui Bolsonaro teve uma das maiores votações proporcionais do país”, afirma.  O deputado considera que um dos temas mais importantes em debate será vencer a barreira do desemprego. “Londrina sofre e já sofreu com o populismo e corrupção. São barreiras que permeiam nossa cidade. Além do mais precisamos construir uma política real de atração de empresas, emprego e renda. A cidade não pode viver exclusivamente do IPTU, e estamos dependentes disso.”

CORPO A CORPO – Já Boca Aberta há muito tempo não esconde que é pré-candidato a prefeito. O deputado do Pros considera que o maior diferencial está na proximidade do seu trabalho feito no último ano com a periferia, principalmente no gabinete na Zona Norte. Segundo ele, o trabalho é feito com o dinheiro do próprio bolso do subsídio de deputado. “Muitos são invisíveis. Fizemos o asfalto para ocupação do Jardim Marieta e gastamos R$ 5 mil com o moledo.” Questionado, o deputado diz que não tem ajuda de empresários e afirma que não utiliza verba de gabinete, que tem fins específicos determinados pela Câmara Federal. Ou seja, não pode ser empregado em custos em “projetos sociais’.

Além do atendimento no seu gabinete, Boca Aberta não esconde que o foco do novo programa na televisão aberta que ele arrendou estará em mostrar problemas da cidade. “A minha esposa, Mara Boca Aberta, será a repórter para mostrar problemas, fazer utilidade pública, cobrar resultados .” Já o deputado diz que de segunda e sexta irá apresentar os programas de Londrina, e fará participações também em Brasília em dias de sessões (terças e quartas).

Questionado sobre qual será o principal tema a ser debatido na campanha,  o parlamentar afirma que a candidatura dele estará acima dos demais gargalos como saúde e emprego, por exemplo. “Vai chover fake news. O assunto será se o Boca Aberta pode ser ou não candidato. Foi assim em 2018 e tentarão atrapalhar nossa eleição, mas estamos aqui. Terão temas como IPTU, mobilidade urbana, um monte de bijuterias sendo discutidas. Mas o que o povo quer é resolver para já, quer solução a curto prazo e a gente tem credibilidade com o povo.”

REELEIÇÃO – Boca Aberta obteve 60.307 votos entre os londrinense em 2018 e Filipe Barros foi eleito com 40.278 só no município. Mesmo em meio a vários anúncios de obras pela cidade, o prefeito Marcelo Belinati (PP) – eleito em 2016 com 135 mil votos – tem dito aos jornalistas que não está preocupado com reeleição. Em entrevista publicada no dia 28 de dezembro na Folha de Londrina, o prefeito disse que não procura saber das críticas dos adversários políticos e prováveis concorrentes no pleito de outubro. “De verdade, não me preocupo. Não procuro saber, procuro trabalhar apenas em administrar a cidade. Londrina está vivendo um momento especial em todas áreas”, disse.

Foto: montagem com imagens da Câmara dos Deputados

Da Folha de Londrina

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *