DEPUTADO PARANAENSE BATE-BOCA COM PETISTA EM DISCUSSÃO SOBRE REMÉDIO À BASE DE CANNABIS

DEPUTADO PARANAENSE BATE-BOCA COM PETISTA EM DISCUSSÃO SOBRE REMÉDIO À BASE DE CANNABIS

Deputados que fazem parte da comissão instalada na Câmara para debater a liberação do comércio de medicamentos à base de cannabis bateram-boca durante sessão nesta terça-feira (18/05). As informações são do G1.

O presidente da comissão, Paulo Teixeira (PT-SP), disse que foi agredido pelo deputado Diego Garcia (Podemos-PR), que negou a agressão.

A confusão aconteceu durante a votação de um requerimento, apresentado por Garcia, e que defendia o adiamento da discussão do parecer apresentado pelo relator da comissão, deputado Luciano Ducci (PSB-PR).

Teixeira encerrou a votação do requerimento e anunciou que ele havia sido rejeitado. Garcia, então, pediu votação nominal, o que foi negado pelo presidente da Comissão.

Imagens da TV Câmara mostram o momento em que Garcia caminha em direção a Teixeira e faz um movimento com o braço.

Teixeira afirma que foi agredido por Garcia. “Esse deputado (Garcia) chegou aqui na frente e me deu um murro peito, me deu um tapa no meu peito”, disse Teixeira em meio à confusão.

Procurado, o deputado do Podemos negou a agressão.

“Não houve agressão, tapa é muito diferente de toque, como as próprias imagens mostram. Eu encostei no presidente. Os ânimos de todos estavam exautados (sic), como geralmente acontece em votações polêmicas. Apenas reagi ao atropelo do presidente à quebra de acordo feito por ele mesmo com os deputados, para que as votações dos requerimentos de adiamento de discussão fossem nominais”, disse Garcia.

Cannabis no Brasil
O uso medicinal da cannabis tem sido alvo de pesquisas em vários países. A cannabis já é usada em remédios para esclerose múltipla, epilepsia, câncer, distúrbios do sono, ansiedade, problemas gástricos, autismo e dores crônicas, entre outras doenças. Atualmente, os pacientes no Brasil precisam importar os medicamentos à base de cannabis.

O projeto de lei que será debatido pela comissão especial altera a lei que trata do sistema nacional de políticas públicas sobre drogas.

A lei diz que a União pode autorizar, em casos específicos e por tempo determinado, o plantio de vegetais como a cannabis para fins medicinais ou científicos, mas não fala sobre comercialização dos produtos.

Foto: Reprodução

Do G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *