DEPUTADO ALERTA PARA A EXTINÇÃO DO PINHEIRO E PEDE MUDANÇA NA LEGISLAÇÃO

DEPUTADO ALERTA PARA A EXTINÇÃO DO PINHEIRO E PEDE MUDANÇA NA LEGISLAÇÃO

Na sessão da Assembleia Legislativa do Paraná de terça-feira (04/12), o deputado estadual Emerson Bacil (PSL) saiu em defesa do pequeno agricultor e região que representa, mais uma vez. O seu discurso foi por mudança na legislação que permita uso sustentável de Pinheiro Araucária, símbolo do Paraná. Do contrário, com a Lei em vigor, árvores da espécie estão rumando à extinção.

O parlamentar deixou clara a proposta de ouvir a sociedade e discutir com órgãos do setor, e até ambientalistas, uma saída para evitar o desastre total. A legislação que condena atualmente pessoas de bem que preservaram os pinheiros e florestas, impedindo manejo sustentável, precisa ser revista. Este é o entendimento do deputado.

A região Sul carece de mais atenção por ser a parte do Paraná que mais preservou. Dados mostram que na região acima de 60% das áreas são preservadas enquanto outras regiões têm índices muito baixos de florestas preservadas. “Não podemos ser penalizados por ter preservado”, disse. “Temos de buscar uma saída para renovar e ampliar as florestas. Não há alternativa para o homem de bem”.

Sobre a devastação e redução de pinheiros, com rumo à extinção, Emerson Bacil aponta a responsável. “A Lei que aqui está é a principal culpada de tudo isso”, defende. Não há possibilidades, dentro da legislação, de manejo e sustentabilidade o que poderia renovar e dar sobrevida aos pinheiros. “Corta um, planta dez. Em pouco tempo teríamos a ampliação das florestas”, frisa.

O deputado salienta que pessoas que exploram de forma ilegal seguem da mesma forma. O problema incide, justamente, nos pequenos e pessoas de bem. “Multar e colocar os agricultores aos olhos da Lei, como criminosos”, é o que a legislação tem feito. “Se não mudar a Lei, vai extinguir a espécie símbolo do Paraná”, afirma com base numa tendência natural por conta disso.

Pinheiros pequenos são cortados pela impossibilidade de uso sustentável que é uma de suas propostas. Emerson Bacil observa que os agricultores vão mudar a consciência, na sua maioria, quando da permissão de manejo. “O pinheiro também envelhece, as florestas têm de ser renovadas”, complementa.

O deputado defende as florestas. Se estendendo a defesa para quem preservou. “Deixando sustentável, algo que está na Constituição”, destaca. O entendimento do deputado é de que a questão seja tratada com seriedade, discutida e vá de encontro à sustentabilidade e manejo.

Foto: Dálie Felberg

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *