DELEGACIA DE LONDRINA RECEBEU MAIS DE 60 DENÚNCIAS DE GOLPE NO SAQUE DO FGTS

DELEGACIA DE LONDRINA RECEBEU MAIS DE 60 DENÚNCIAS DE GOLPE NO SAQUE DO FGTS

A Delegacia de Estelionatos da Polícia Civil de Londrina, no norte do Paraná, já recebeu mais de 60 denúncias sobre fraudes nos saques emergenciais do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS), desde que a retirada emergencial foi autorizada, em junho. As informações são do G1.

Segundo a polícia, os criminosos usam o nome e os dados pessoais dos trabalhadores com uma conta falsa de e-mail para fazer o saque emergencial de R$ 1.045 das contas.

O aposentado José Luiz de Oliveira foi uma das vítimas do golpe. Quando foi retirar o dinheiro da conta do FGTS ao se aposentar, ele notou que um saque havia sido feito.

“A gente fica frustrado, porque trabalha tanto e alguém saca um direito que é seu”, disse.

Outra vítima da fraude, Keila Zuca descobriu que tinha um saldo inferior ao que esperava quando foi sacar o dinheiro para dar entrada na compra de um apartamento.

“Vinha acompanhando meu extrato e notei que tinha acontecido um saque. Achei que poderia ser uma transferência automática, mas quando fui me cadastrar no aplicativo da Caixa, recebi o aviso que meu CPF já tinha sido usado”, afirmou.

O que fazer?
A polícia recomenda que o beneficiário do FGTS acompanhe o extrato da conta com frequência, pelo site da Caixa ou pelo aplicativo no celular.

Caso o trabalhador note alguma diferença não planejada no saldo, ele deve registrar um boletim de ocorrência na Polícia Civil ou Federal, e também avisar o banco.

De acordo com a polícia, o boletim deve constar o valor que foi retirado e a data do saque, para ajudar nas investigações.

A Caixa informou que tem adotado ações para conter as fraudes e seus canais estão abertos para analisar essas

Foto: Reprodução TV Globo

Do G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *