DELAÇÃO DE ANTONIO PALOCCI ENVOLVE 14 NOMES GRAÚDOS

DELAÇÃO DE ANTONIO PALOCCI ENVOLVE 14 NOMES GRAÚDOS

São 23 depoimentos que compõem a delação do médico e ex-ministro dos governos Lula e Dilma, Antonio Palocci (foto). O objeto relatado é um vultuoso esquema de arrecadação de propinas de grandes empresas, que totaliza o montante de R$ 333,59 milhões. Em contrapartida, os delatados entregavam medidas provisórias e contratos multimilionários nas gestões petistas.

Palocci expõe que o esquema envolveu grandes obras de infraestrutura, contratos fictícios, doações a campanhas eleitorais, liberação de recursos do BNDES e do Banco do Brasil, criação de fundos de investimentos, fusões e medidas provisórias de interesse de determinados setores, assinadas pelos presidentes petistas. Os ilícitos teriam acontecido entre 2002 e 2014.

Os nomes envolvidos na delação de Antonio Palocci são:

  • O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva;
  • A ex-presidente Dilma Rousseff;
  • O ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad;
  • O ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha;
  • Os executivos Benjamin Steinbruch e Rubens Ommetto;
  • O ex-governador de Minas Gerais Fernando Pimentel;
  • O deputado federal Carlos Zarattini;
  • A deputada federal Gleisi Hoffman;
  • O ex-deputado federal João Paulo Lima e Silva;
  • O ex-governador do Acre Tião Viana;
  • O ex-senador Lindbergh Farias;
  • O ex-presidente do BNDES Luciano Coutinho;
  • O ex-ministro da Fazenda Delfim Netto.

As informações foram obtidas do Estadão, que teve acesso à delação premiadande Antonio Palocci.

Foto: InfoMoney

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *