CURITIBA TEM SERVIÇO DE VIDEOCONSULTA

CURITIBA TEM SERVIÇO DE VIDEOCONSULTA

Curitiba é uma das primeiras cidades do Brasil a usar a videoconsulta para atendimento médico de pacientes suspeitos da covid-19. O serviço a distância começa a ser oferecido pela Secretaria Municipal de Saúde, na manhã desta sexta-feira (27/03), e tem como objetivo reduzir o fluxo de pacientes presenciais nas unidades da rede municipal, contribuindo para o controle da pandemia. A tecnologia foi doada ao município pela empresa de agendamento de consultas on-line Doctoralia, com sede brasileira na capital paranaense.

“Com a nova tecnologia, as pessoas suspeitas da doença não vão precisar sair de casa para se consultar com um médico do SUS curitibano, o que poderá minimizar os efeitos do novo coronavírus na capital”, afirmou o prefeito Rafael Greca, que visitou a central de teleconsulta por videoconferência na sede da secretaria municipal.

O atendimento médico por videoconferência será feito por agendamento todos os dias, das 8 às 23 horas. Cerca de 700 pessoas poderão ser atendidas diariamente.

Inicialmente, a pessoa irá passar por uma triagem na Central de Atendimento da Secretaria de Saúde, no telefone 3350-9000. Constatada a necessidade do atendimento por vídeo — os casos moderados e graves —, o paciente irá receber no smartphone, por SMS, um link que dará acesso à consulta on-line, que deve ocorrer no mesmo dia.

A secretária municipal da Saúde, Márcia Huçulak, explicou que 24 médicos irão fazer as videoconsultas em terminais com câmeras e o prontuário do paciente. “As pessoas que apresentarem sintomas serão encaminhadas para o atendimento de videoconferência”, salientou ela. Já os casos leves continuarão a receber orientações dos atendentes da Central.

Pioneira
Antes da capital paranaense, o município de Santa Maria, no Rio Grande do Sul, já havia lançado o serviço no último dia 21, com a Lauduz Covid-19 – Saúde Pública Online. Segundo seu idealizador, Wilson Zatt, trata-se também da primeira plataforma de telemedicina sem fins lucrativos do Brasil.
Reforço
Além deste novo serviço. Até o dia 9 de abril, 50 novos médicos passam a integrar a linha de frente da rede municipal de saúde no combate à epidemia da covid-19. Eles estarão nas 74 unidades básicas de saúde que farão a triagem dos casos suspeitos e atenderão pacientes com quadros respiratórios graves. Até a quarta-feir, dos 50 médicos, 15 já haviam iniciado o trabalho em seus postos.

Os médicos foram contratados, em regime de urgência, via Fundação Estatal de Atenção à Saúde (Feas). Além deles, também serão contratados mais dez novos enfermeiros. A secretaria também reforça os equipamentos de segurança, como máscara, jaleco e protetor facial.

Foto: Ricardo Marajó/FAS

Do Bem Paraná

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *