CURITIBA LIBERA MÁSCARAS AO AR LIVRE E MANTÉM BANDEIRA AMARELA

Foto: José Fernando Ogura/AEN

Um dia depois do governo do Estado liberar a obrigatoriedade do uso de máscaras em ambientes abertos, a Prefeitura de Curitiba fez o mesmo. Nesta quinta-feira (17/03), como esperado, a Capital também liberou os moradores do uso de máscaras em ambientes abertos desde ontem. Também foi mantida a bandeira amarela. As informações são do Bem Paraná.

“O dia chegou. A diminuição de casos, o aumento da vacinação, estamos com 1,7 milhão de vacinados, a aprovação das leis estadual e municipal os permitem tirar as máscaras”, disse o prefeito Rafael Greca. “Persiste o uso de máscara em ambientes fechados e dentro do ônibus. As pessoas são convidadas a manter os cuidados com a saúde, como higienizar as mãos, manter o distanciamento respiratório evitar aglomerações. A imunização está crescendo e o número de internações estão diminuindo. Temos perspectiva de remissão da pandemia”, continuou.

Pela nova regra estadual, a obrigatoriedade da máscara de proteção contra a Covid-19 ainda está mantida em ambientes fechados, exceto para menores de 12 anos. A Organização Mundial da Saúde (OMS) não impõe a obrigação nessa faixa de idade, mas recomenda o uso.

De acordo com o dispositivo estadual, ainda, pessoas com sintomas respiratórios devem permanecer usando máscaras, tanto em ambientes abertos, como fechados. O decreto 350/2022 estipula também o uso obrigatório em pontos de ônibus, terminais e rodoferroviária.

Embora a obrigatoriedade das máscaras em ambientes abertos tenha caído, recomenda-se a manutenção da utilização do equipamento nestes espaços por pessoas imunossuprimidas (aquelas que fazem tratamento de câncer, transplantadas, pacientes de diálise, entre outros) e todos que quiserem usá-la, principalmente em locais em que não seja possível manter distanciamento social.

“O fato de não ser obrigatório não significa dizer que as máscaras estão proibidas em locais abertos. Todos que quiserem continuar usando podem e devem fazê-lo, principalmente aqueles com condições de saúde mais vulnerável”, afirma a secretária municipal da Saúde de Curitiba, Márcia Huçulak.

Bandeira — A bandeira de alerta para a Covid-19 foi mantida em amarelo por mais um período. Seguem as recomendações anteriores, que liberou o público total em estabelecimentos, mas que devem manter o Protocolo de Responsabilidade Sanitária e Social de Curitiba e as orientações, protocolos e normas da Secretaria Municipal da Saúde.

Capital e estado

Vacinação atinge 87,3%

A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) de Curitiba vacinou, até a quarta-feira, 1.701.348 pessoas com a primeira dose ou a dose única (Janssen) da vacina anticovid, o que corresponde a 87,3% de toda a população da cidade.

Em relação à população completamente imunizada (com duas doses ou dose única), a cobertura chega a 79,5%.

Ao todo, Curitiba já aplicou 4.127.074 unidades do imunizante, sendo 1.662.541 primeiras doses e 1.510.884 segundas doses; 38.807 doses únicas; 914.842 doses de reforço (3ª e 4ª doses).

Já os dados da Secretaria de Estado da Saúde mostra que até ontem eram 9.701.062 doses aplicadas de primeira dose. 8.522.675 de segunda dose, 3.754.151 de terceira dose; 329.707 doses únicas da Janssen e 253.527 de doses adicionais.

Boletins Covid-19

Dia 17/03

Curitiba
Novos casos 289
Mortes 3
Total
Casos 415.215
Mortes 8.184

Paraná
Novos casos 3.106
Mortes 21
Total
Casos 2.381.665
Mortes 42.531

Brasil
Novos casos 49.601
Mortes 485
Total
Casos 29.527.640
Mortes 656.425

Do Bem Paraná

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *