COVID-19: MARINGÁ TEM NOVAS RESTRIÇÕES E MULTA DE R$ 10 MIL EM CASO DE FESTAS

COVID-19: MARINGÁ TEM NOVAS RESTRIÇÕES E MULTA DE R$ 10 MIL EM CASO DE FESTAS

A Prefeitura de Maringá, norte do Paraná, publicou nesta terça-feira (16/06) um decreto que prevê novas limitações a bares e restaurantes, além de multas para quem fazer festas ou parar em praças. As informações são de Fábio Linjardi, da RPC Maringá.

A decisão, segundo a prefeitura, é motivada pelo aumento na ocupação de geral de leitos de UTI e queda na taxa de isolamento social.

Segundo relatório publicado nesta terça pela Secretaria Municipal de Saúde, Maringá confirmou 45 novos casos de Covid-19 em 24 horas.

No acumulado, são 895 confirmações da doença e 935 suspeitos em acompanhamento. A cidade ainda tem 11 mortes. Ainda de acordo com a secretaria municipal, a ocupação geral de leitos de UTI para adultos está em 61,5%.

Conforme o boletim da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), Maringá tem 452 confirmações da doença e 11 mortes.

Os efeitos do novo decreto têm validade de sete dias e começam a contar a partir de quinta-feira (18).

O que diz o novo decreto:

  • Bares só ficam autorizados a abrir para alimentação das 11h às 15h, de segunda a sexta-feira;
  • Restaurantes e lanchonetes podem atender das 8h às 22h de segunda a sexta-feira, e das 11h às 15h aos sábados e domingos;
  • Entregadores de comida só podem trabalhar até as 22h30;
  • Multa de R$ 300 para quem permanecer ou participar de aglomeração em áreas públicas de lazer, como praças, quadras esportivas e academias da terceira idade;
  • Multa de R$ 10 mil para dono de chácara de lazer que abrigar festa ou evento. Caso o imóvel tenha sido locado para o evento, além do proprietário, o organizador também será multado em R$ 10 mil;
  • Multa de R$ 10 mil para dono de campo de futebol ou quadra esportiva que ceder ou alugar o espaço para atividades esportivas;
  • Ônibus não podem circular com passageiros em pé.

Bares e restaurantes
O funcionamento dos bares e restaurantes voltou a ser autorizado em 11 de maio, após 52 dias fechados – as atividades haviam sido suspensas em 20 de março.

Com as novas regras, os bares só podem atender no horário do almoço e não abrem aos fins de semana. Já restaurantes e lanchonetes atendem normalmente de segunda a sexta, mas só podem servir almoço no sábado e domingo.

As entregas de alimentos, que antes não tinham regulação de horário, agora passam a ser limitadas até as 22h30, segundo o documento.

Praças e espaços públicos
Conforme no novo decreto, em caso de “aglomeração ou permanência” em áreas públicas de lazer, como praças e academias da terceira idade, será aplicada multa de R$ 300. É a primeira vez que o município estabelece multa para o uso ou permanência em equipamentos públicos, durante a pandemia.

Festas e eventos
Outra novidade no decreto é a multa de R$ 10 mil para quem ceder ou alugar chácara para festas ou eventos.

De acordo com o documento, igual valor será cobrado do organizador da festa. A mesma multa também vale para donos de campos de futebol que cederem o espaço para eventos.

Transporte coletivo
Os ônibus não poderão circular em Maringá com passageiros em pé, conforme o novo decreto. Segundo a prefeitura, nos últimos dois meses a concessionária de transporte coletivo recebeu duas multas do Procon, com valor total de R$ 906 mil, por excesso de passageiros. Em ambos os casos, a empresa informou que o departamento jurídico analisa qual medida será adotada.

Foto: Divulgação / Prefeitura de Maringá

Do G1 Paraná

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *