CENÁRIO SERIA “INFINITAMENTE PIOR” SE SEGUÍSSEMOS BOLSONARO, DIZ MANDETTA

CENÁRIO SERIA “INFINITAMENTE PIOR” SE SEGUÍSSEMOS BOLSONARO, DIZ MANDETTA

Demitido em abril do Ministério da Saúde, Luiz Henrique Mandetta (DEM) afirma que o presidente Jair Bolsonaro soube, no começo da crise, que o Brasil iria ultrapassar 100 mil mortos, caso ignorasse recomendações de autoridades sanitárias. As informações são do Estadão Conteúdo.

Para ele, apesar de “sabotagem enorme” de Bolsonaro, o cenário seria “infinitamente pior” se o presidente tivesse imposto uma estratégia de isolamento vertical. “Se fosse aquela história de quarentena vertical, sai todo mundo de casa e somente pessoas acima de 65 anos ficam, teria sido um número infinitamente superior”, disse Mandetta ao Estadão.

Para o ex-ministro, a marca de 100 mil mortos pode servir de “choque de realidade” para o governo assumir a gravidade da pandemia. Mandetta avalia que o país está passando pelo pior momento da doença, mas que em setembro “os números provavelmente vão ficar melhores”. Procurado pelo Estadão, o Palácio do Planalto informou que não comentaria as críticas de Mandetta.

Foto: Carolina Antunes/PR

Do Estadão Conteúdo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *