BOLSONARO INAUGURA PEQUENA CENTRAL HIDRELÉTRICA NO SUDOESTE DO PARANÁ

BOLSONARO INAUGURA PEQUENA CENTRAL HIDRELÉTRICA NO SUDOESTE DO PARANÁ

O presidente da República Jair Bolsonaro visitou Renascença, no sudoeste do Paraná, para inaugurar a Pequena Central Hidrelétrica (PCH) Bedim, nesta sexta-feira (06/11).

A unidade tem seis mil quilowatts de potência instalada e a produção é capaz de atender cerca de 12,5 mil residências, conforme assessoria da PCH Bedim.

Bolsonaro chegou de helicóptero, que pousou na PCH, com a comitiva presidencial por volta das 15h. A comitiva contou com a presença do ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, e o secretário do Ministério de Minas e Energia, Hélvio Neves Guerra.

O governador do Paraná, Ratinho Junior, e o diretor-geral brasileiro de Itaipu, general Joaquim Silva e Luna, recepcionaram e acompanharam a comitiva.

Durante a inauguração, Bolsonaro discursou sobre as melhorias no estado e apoio de Itaipu Binacional para as obras de infraestrutura. Além disso, destacou que o Brasil é o pais que mais preserva o meio ambiente.

“Ninguém no mundo, eu desconheço, tem fontes de energia limpa como nós temos. Pega os países mais críticos a nós, que participam da união europeia, suas críticas são completamente infundadas, em especial quando falam da nossa região amazônica. Nós somos o país que mais preserva o meio ambiente no mundo.”

O presidente disse ainda que as acusações sobre desmatamento e incêndios no Brasil são falsas.

“Mais ainda, pretendemos no ano que vem conseguir o que não conseguimos nesse ano, quando se fala em meio ambiente. Conseguir para todos aqui a regulação fundiária no nosso país, de modo que podemos bem levar a ter e dar satisfação às questões que nos acusam, que é desmatamento e incêndio, que em grande parte é apenas potencializado, porque está em jogo, sim, uma guerra comercial com todo o mundo.”

Essa é a primeira PCH de uma série de centrais. Ela faz parte de um pacote de construções assinado pelo governo do estado.

Segundo a Associação Brasileira de PCHs e e CGHs (AbraPCH), essas centrais são obras menores, que geram muitos empregos nas regiões de menor Índice de Desenvolvimento Humano (IDH).

O Paraná tem um potencial hidráulico grande e essas centrais energéticas ajudam a captar energia sem grandes linhas, conforme a associação.

Foto: Jonathan Campos / AEN

Do G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *