BOLSONARO DIZ QUE SERÁ “IMPOSSÍVEL GOVERNAR” SE CÂMARA PERMITIR REAJUSTE A SERVIDORES

BOLSONARO DIZ QUE SERÁ “IMPOSSÍVEL GOVERNAR” SE CÂMARA PERMITIR REAJUSTE A SERVIDORES

O presidente Jair Bolsonaro afirmou ser “impossível” governar o país se a Câmara mantiver a decisão do Senado que permite o reajuste de salários de servidores durante a pandemia da Covid-19. As informações são do Estadão.

O Ministério da Economia calcula que, se confirmada pelos deputados federais, a derrubada do veto presidencial ao reajuste compromete uma economia fiscal entre R$ 121 bilhões e R$ 132 bilhões.

“Ontem, o Senado derrubou um veto que vai dar prejuízo de R$ 120 bilhões para o Brasil. Eu não posso governar um país se esse veto (não) for mantido na Câmara… É impossível governar o Brasil, impossível. É responsabilidade de todo mundo ajudar o Brasil a sair do buraco”, disse Bolsonaro a apoiadores nesta quinta (20/08), na saída do Palácio da Alvorada.

Sete de cada dez servidores dos estados e municípios vão poder ter reajustes salariais até dezembro de 2021 caso a Câmara confirme a decisão do Senado para derrubar o veto do presidente Jair Bolsonaro que congelou os salários do funcionalismo federal, estadual e municipal nos próximos 18 meses. Para a União, a proporção é um pouco menor: 60% dos servidores federais poderão receber reajustes se o veto cair. As informações são da equipe econômica do governo.

Na quarta (19/08), os senadores derrubaram o veto do presidente à possibilidade de reajuste salarial. Agora, a Câmara deve decidir se confirma ou não a decisão da outra Casa nesta quinta (20/08).

Foto: Sergio Lima / AFP

Do Estadão Conteúdo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *