AUXÍLIO EMERGENCIAL NO PARANÁ É AMPLIADO PARA ATENDER SETOR CULTURAL E TURÍSTICO

Grupos de fabricação de instrumentos musicais estão entre as novas atividades contempladas — Foto: José Fernando Ogura/AEN

Empresas paranaenses de eventos e turismo, setores fortemente afetados pela pandemia, passaram a ter direito de solicitar o auxílio emergencial oferecido pelo Governo do Estado. As informações são do g1.

Apesar do anúncio, o período de cadastro ainda não está aberto. O governo prevê que as inscrições comecem em dezembro, pelo site Auxílio Emergencial PR.

Mais de 25 mil empresas estão aptas a receber o recurso. Serão destinados quase R$ 13 milhões de apoio financeiro para esta ampliação.

Os dois grupos passaram a compor a lista do subsídio estadual a partir da sanção de uma lei pelo governador Carlos Massa Ratinho Júnior nesta semana.

Novos grupos

Com a nova lei, o auxílio foi estendido a microempresas e microempreendedores individuais (MEIs) de mais quatro grupos de atividades que não haviam sido atendidos na primeira fase de distribuição do auxílio.

No caso das microempresas, passam a contar com o benefício:

  • Grupos de fabricação de instrumentos musicais;
  • Grupos de atividades cinematográficas
  • Produção de vídeo e de programas de televisão;
  • Outras atividades de ensino, e de agências de viagens e operadores turísticos.

Para MEIs, o subsídio vale o grupo categorizado como “outras atividades de ensino”.

Regras de concessão

As regras de concessão do auxílio não sofreram nenhuma alteração.

No caso das microempresas cadastradas no Simples Nacional, é necessário ter registro até 31 de março de 2021 e faturamento de até R$ 360 mil/ano. Para este grupo, o recurso liberado é R$ 1.000, divididos em quatro parcelas de R$ 250.

Já para as microempresas sem inscrição estadual, o subsídio é de R$ 500, em dois pagamentos mensais de R$ 250. A mesma regra vale para MEIs.

Do g1.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *