AUMENTA TRÁFEGO RUMO ÀS PRAIAS: PREFEITOS APELAM PARA QUE AS PESSOAS NÃO DESÇAM

AUMENTA TRÁFEGO RUMO ÀS PRAIAS: PREFEITOS APELAM PARA QUE AS PESSOAS NÃO DESÇAM

O período de quarentena recomendado pelas autoridades de saúde, com a suspensão de aulas e algumas empresas antecipando férias, concedendo licenças ou instituindo o trabalho remoto, aumentou o fluxo de veículos em direção ao litoral paranaense e preocupa os prefeitos locais, que lembram não ter estrutura para receber um grande número de visitantes fora da temporada de férias.

O prefeito de Guaratuba, Roberto Justus, divulgou um vídeo apelando às pessoas, para que não desçam a serra rumo ao litoral. “Na temporada, temos a Operação Verão, quando o governo do estado reforça nossas estruturas de atendimento.

A operação já acabou e não temos mais como garantir um bom atendimento em segurança pública, coleta de lixo e, principalmente, saúde, se tivermos um grande aumento do fluxo de pessoas em nossa cidade”, disse o prefeito. “É quarentena, não é férias. Não dá, portanto para aproveitar esse momento e vir para a praia, porque não temos como anteder vocês, principalmente na questão da saúde. Não temos médicos nem servidores suficientes para atendê-los, caso a situação se agravar”, prosseguiu.

Nesta quinta-feira (19), a prefeitura de Matinhos também divulgou vídeo com o mesmo conteúdo. “Matinhos no verão conta com um grande reforço do Governo do Estado nas áreas de saúde, segurança, coleta de lixo e outros. Agora a estrutura é apenas para garantir o atendimento aos moradores. A batalha agora é contra a pandemia do Corona Vírus! Vamos fazer a nossa parte, cuidando da saúde de nossas famílias, em nossas cidades, em nossas casas. O Brasil vai vencer, os estados vão vencer e as cidades vão vencer, e logo estaremos juntos novamente”, diz o comunicado.

A Ecovia, concessionária que administra o trecho entre Curitiba e Paranaguá da BR-277, informou que seus agentes identificaram um crescimento do fluxo de veículos nos sentido litoral nos últimos dias. No entanto, por conta do esquema de trabalho adotado como forma de prevenção do coronavírus, a concessionária explicou que os números do tráfego na rodovia deixaram de ser processados instantaneamente.

Guaratuba e Matinhos não têm, por exemplo, leitos de UTI nas cidades. O atendimento em saúde pública é prestado por unidades básicas de saúde e unidades de pronto atendimento (UPAs). O hospital de referência é o Hospital Regional de Paranaguá.

Foto: Arnaldo Alves / AEN

Da Gazeta do Povo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *