ANVISA CONCLUI QUE MORTE DE ADOLESCENTE NÃO TEVE RELAÇÃO COM VACINA DA PFIZER

Foto: Pedro Ribas/SMCS

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) concluiu nesta segunda-feira (20/09) que a morte de uma adolescente de 16 anos não teve relação com a vacina da Pfizer. Na sexta-feira (17/09), a Secretaria da Saúde de São Paulo informou que a causa provável do óbito foi uma doença autoimune. Hoje, representantes de farmacovigilância da agência analisaram os dados apresentados pela secretaria e concluíram pela “ausência de relação causal entre a administração da vacina e o evento adverso investigado”. As informações são da Gazeta do Povo.

Exames complementares mostraram que a adolescente sofria de Púrpura Trombótica Trombocitopênica (PPT), doença autoimune considerada rara e grave. “Os dados apresentados durante a reunião foram considerados consistentes e bem documentados, indicando a ausência de relação causal entre a administração da vacina e o evento adverso investigado”, disse a Anvisa, em nota.

A Anvisa informou que irá notificar o caso à Organização Mundial da Saúde (OMS) para avaliação quanto a qualquer possível sinal de segurança. O Ministério da Saúde continua a recomendar apenas a vacinação de adolescentes que tenham comorbidade.

Da Gazeta do Povo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *